BLOG

Brasileiras são maioria no mundial de Bodyboarding em Puerto Rico

Postado em 08.11.2012

0 comentários

Depois de dois dias sem competições em Puerto Rico, os atletas voltaram para a água nesta quinta feira! Um dos dias estava reservado para as eleições presidenciais e ontem, quarta feira, dia 07, a direção de prova decidiu adiar o evento, pois o mar não apresentava as condições mínimas para nenhuma das categorias.

A quinta feira amanheceu com condições de cerca de um metro, por isso as meninas e a categoria dropknee foram para a água e a categoria principal masculina terá mais um dia de descanso.

FEMININO Round 6 
Logo na primeira bateria do dia, a brasileira Neymara Carvalho enfrentou a portuguesa Rita Pires e a venezuelana Ruth Parra. Ney venceu a disputa e a portuguesa ficou em segundo e assim as duas seguem na competição.

A segunda bateria foi vencida por outra brasileira campeã mundial! Dessa vez, Isabela Sousa não deu chances a suas adversárias, conquistando também a maior pontuação da fase. A australiana Emma Cobb conseguiu se classificar em segundo. A portuguesa Catarina Souza fez uma pontuação muito baixa perto de suas tradicionais performances e assim foi eliminada.

O terceiro confronto do dia teve a participação de mais duas brasileiras: a capixaba Maylla Venturin e a carioca Maira Viana que competiram contra a japonesa Mayumi Tone. Maylla venceu e convenceu que tem potencial para chegar a vitória em Middles e Maira conseguiu um brilhante segundo lugar frente à difícil competidora do Japão. Mais duas brasileiras avançam na competição e enfrentam as meninas que se classificaram antecipadamente. Ao todo, o Brasil tem cinco representantes, das nove competidoras ainda em prova no Round 7!

Na última bateria da fase, duas competidoras locais Natasha Sagardia e Luz Marie Grande Perez travaram um duro confronto com a basca Eunate Aguirre. E, na mais disputada bateria do dia, as "locais" conseguiram o grande feito de eliminar a campeã mundial. Luz Marie ficou com o primeiro lugar e, poucos décimos atrás, ficou a argentina, radicada em Puerto Rico, Natasha!


DROP KNEE Round 5
Neste último round, antes dos confrontos homem x homem, houve muita ação e resultados incríveis! O brasileiro Daniel Alves conseguiu uma das mais difíceis tarefas: derrotou um dos melhores e mais completos atletas do esporte, inclusive um dos únicos que mostram qualidades para conquistar o título mundial profissional nas categorias principal e também Dropknee. Dave Winchester foi derrotado pelo jovem brasileiro que conquistou a vaga para as quartas de final. Em terceiro lugar e, eliminado, ficou Ricardo Sotelo.

A segunda bateria teve outro resultado surpreendente. O francês Amaury Lavernhe, atleta campeão mundial GSS de 2010, mas "novato" nesta categoria, demonstrou muita evolução e conseguiu conquistar a vitória frente a adversários experientes na modalidade. Em segundo lugar, ficou o Peruano Pancho Galdos. Em terceiro e eliminado, o chileno Renato Arellano.

O recém consagrado campeão do mundo, Sacha Specker, da África do Sul, competiu na terceira bateria e não teve dificuldade para conquistar a vitória, apesar de ter competido contra o canário Ardiel Jimenez, que ficou em segundo. O local Edgardo Gomez acabou eliminado.

Mas, o show ficou reservado para o final com uma dobradinha dos irmãos Hubbard! Dave, em apenas uma onda, surfou um tubo de backside, percorreu a parede com diversas “batidas" e finalizou com um pequeno floater para a esquerda, parando apenas quando a prancha trancou na areia! O mestre do DK está com muito apetite e, mesmo que ele não possa mais conquistar o título do ano, ele quer vencer os eventos. Ele fez o maior somatório do round e, seu irmão, Jeff se classificou em segundo lugar, frente ao local Miguel Feliciano. Os Hubb ainda podem se enfrentar na semifinal!

A previsão é que a sexta feira seja o dia com a menor ondulação do período de espera, por isso o campeonato deve recomeçar no sábado. Fique atento nas próximas notícias!

Maylla Venturin Daniel Alves Kiko Galdos
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Karla Costa é nota 10!

Postado em 05.11.2012

0 comentários

As condições não eram favoráveis para a realização da categoria principal do evento e assim a direção de prova organizou o cronograma com as mulheres e a categoria dropknee. Os homens tiveram um dia off nesta segunda feira, mas nem todos descansaram, pois alguns participaram da modalidade de joelhos.

FEMININO Round 4
O dia de competições abriu com o feminino e as japonesas foram os destaques. É visível a renovação em massa de uma geração com muitas atletas ainda jovens e com talento realmente diferenciado. A maior pontuação desta fase ficou por conta de Ayaka Suzuki. Outro destaque foi a portuguesa Rita Pires que conquistou mais uma vitória em sua bateria. Maíra Viana seria a única representante do Brasil nesse round. Entrou na última bateria e conseguiu se classificar em segundo lugar.


DROP KNEE Round 3
Na primeira bateria, o brasileiro Daniel Alves surfou muito bem, mas não o suficiente para derrotar Dave Winchester. O Brasil avançou com méritos em uma categoria que historicamente não temos os melhores resultados e por isso a torcida brasileira está vibrando com cada conquista do Daniel.

Outros grandes destaques da fase foram Sacha Specker e Dave Hubbard que venceram com facilidade suas baterias, garantindo os dois maiores somatórios da fase.

Uma supressa agradável foi a classificação de Jeff Hubbard, em segundo lugar, na bateria vencida por Sacha, eliminando competidores de mais experiência e tradição na categoria.


FEMININO Round 5
Mesmo sem as melhores condições, boas ondas foram surfadas em todas as baterias. E por ser uma fase não eliminatória, as atletas puderam ficar mais tranquilas para fazer o seu melhor. E as que assim fizessem seriam recompensadas com uma vaga direto na sétima fase. As demais competiriam novamente no round seguinte.

Neymara Carvalho e Lilly Pollard travaram uma disputa acirrada pela importante vaga no Round 7, que significa um descanso valioso em uma competição muito exaustiva. Mas a australiana encontrou as melhores ondas e deixou a brasileira em segundo.

O resultado do segundo heat foi inesperado. Isabela Souza, campeã mundial por antecipação, ficou com a última colocação. Em terceiro lugar ficou Rita Pires. Ela perdeu a disputa contra a conterrânea Catarina Sousa que finalizou em segundo lugar. A japonesa Sari Ohara foi a grande vencedora e conquistou desejada vaga do Round 7.

Na terceira bateria, duas brasileiras: Maylla Venturin e Maira Viana, mas, infelizmente, nenhuma delas conseguiu o objetivo. Quem venceu a bateria foi a japonesa Ayaka Suzuki. Maylla ficou com a segunda colocação. Em terceiro, a local Luz Marie Grande Perez e Maira ficou em quarto.

O último confronto da fase foi o mais incrível! A carioca Karla Costa Taylor conquistou um dos mais elásticos scores de todo o campeonato, com a única nota 10 unânime até o momento! Foram 17,38 do total de 20 pontos possíveis em um lindo ARS seguido por um rolo. Ela assim conquistou com méritos a vaga no Round 7. Em segundo lugar, ficou a local Natasha Sagardia com uma pequena margem frente à terceira colocada, a japonesa Mayumi Tone. A basca Eunate Aguirre, campeã mundial de 2011, ficou com a última colocação.


DROP KNEE Round 4
Os atletas desta modalidade foram para o mar com a difícil missão de competir em condições não tão favoráveis.

A primeira bateria foi vencida brilhantemente pelo brasileiro Daniel Alves, que está representando muito bem o país em mais esta categoria. Em segundo, ficou Amaury Lavernhe e, em terceiro, Javier Delgado.

O segundo confronto foi vencido pelo chileno Renato Arellano. Ricardo Sotelo foi segundo. Ambos atletas avançam na competição em busca de um resultado inédito em suas carreiras.

A terceira bateria foi vencida pelo local Edgardo Gomez, que manteve seu bom desempenho e caminha com passos sólidos em direção à final. Em segundo, Jeff Hubbard, que mesmo não competindo sua principal categoria, também está dando muito trabalho aos adversários. Em terceiro, ficou o venezuelano Alberto Colucci.

A bateria de encerramento do dia teve um "tom dramático" com a eliminação do peruano Kiko Galdos, que vinha surfando bem nas baterias anteriores e já era apontado como um dos favoritos. Mas como favoritismo não vence bateria, o local Miguel Feliciano fez um tubo incrível para esquerda para abocanhar o primeiro lugar. Em segundo, ficou Ardiel Jimenez das Ilhas Canárias que busca mais uma final para seu extenso currículo.

Amanhã é o grande dia das eleições em Puerto Rico e por isso será um "dia off" para os competidores que também aguardam a entrada de uma nova ondulação para reiniciar o evento.

Karla Costa Taylos é nota 10! Ayaka Suzuki Kiko Galdos Dave Winchester Belas paisagens
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

VÍDEO - Bodyboard PRO Festival 2012 - resumo de todos os dias de competição!

Postado em 26.09.2012

0 comentários

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Eder Luciano está nas quartas de final do Rio BB International

Postado em 15.09.2012

0 comentários

O quinto dia iniciou com as piores condições de onda. Com a data ajustada ao número de dias necessários para a realização de todo o evento, sem janela de espera, não houve possibilidade de esperar por melhores condições. Certamente, as ondas do Posto 5 satisfariam o gosto dos mais exigentes! O calendário do ano acumulou uma série de competições consecutivas e este evento acabou sendo realizado em condições nem um pouco favoráveis. Ondas pequenas explodiam sobre a bancada seca.

As atletas do Round 6 foram as segunda, terceira e quarta colocadas da fase anterior.

A vencedora avançou direto para a sétima fase e aguarda estas decisões para enfrentar duas destas três atletas. A vencedora da primeira bateria for a australiana Lilly Pollard. Na segunda bateria, a cearense Isabela Sousa eliminou a portuguesa Catarina Sousa. Até para Superbela as condições estavam difíceis, pois as ondas quebravam rapidamente e mal era possível fazer a linha da onda para executar a manobra. Mesmo assim os resultados foram justos.

A terceira bateria foi surpreendente. Luz Marie contra duas das melhores competidoras da atualidade, Neymara Carvalho e Nicole Calheiros. A atleta gringa surfou com muita consistência e teve sorte de achar as ondas com maior tamanho e força, assim Neymara ficou com a segunda colocação e Nicole acabou eliminada.

O quarto e último heat da fase foi mais tranquilo para a torcida brasileira. A novata Anne Lacoste não ofereceu muito risco para nossas competidoras e assim Joselaine Amorim impôs seu ritmo e venceu de ponta a ponta, sendo a local Karla Costa Taylor a segunda colocada e classificada.

Round 9 - masculino
Conforme a maré subia, as condições melhoravam um pouco, então a cada bateria as ondas possibilitaram melhores performances. Nesta fase, o público pôde presenciar uma verdadeira aula de competição por parte de todos os competidores.

Na primeira bateria homem x homem, o marroquino Benslimane Adnane mostrou que é um dos favoritos nessas condições e atropelou o basco Alex Uranga, com fortes back flips. O franzino marroquino acabava sendo um pouco repetitivo em suas ondas, mas mesmo assim conseguiu se classificar com uma certa facilidade.

Na segunda bateria, o Brasil sofreria uma baixa. Infelizmente, o cearense Fabio Rodrigues teve sua trajetória interrompida frente ao francês Yoan Florentin. Fabinho não conseguiu achar as ondas que precisava para superar o adversário.

O terceiro heat foi decidido na "virada" do resultado e pela diferença de apenas meio ponto. O cearense Roberto Bruno liderava a bateria até o minuto final. O capixaba Lucas Nogueira achou a onda para virar o resultado, mas ele não contava que Bruninho tinha surfado a mesma onda para o outro lado e assim o resultado foi virado novamente, causando grande euforia entre todos!

No quarto enfrentamento do round, o Ciclone Catarina fez mais uma vítima. Dessa vez, Amaury sucumbiu com uma certa facilidade. Eder soube competir muito bem nas condições e fez uma bateria impecável tecnicamente. Mais um brasileiro avançou na competição rumo às finais!

As condições foram melhorando e possibilitando um grande espetáculo de bodyboarding e quem deu show foi Guilherme Tâmega que enfrentou o atleta de Rio das Ostras Israel Eduardo em uma bateria cheia de "viradas". Guilherme mostrou que está com apetite de título e quer vencer em casa e assim eliminou Israel.

A sexta bateria foi outro grande combate entre duas verdadeiras máquinas de competição: Luis Villar e Jeff Hubbard, um duelo já tradicional e sempre indefinido até o final. Essa bateria foi, sem dúvidas, a mais disputada, tanto que os atletas abaram com resultado empatado. LG venceu pelo critério de desempate por ter a maior pontuação em uma das ondas. Assim, mais um brasileiro avança para as quartas de final!

Durante a sexta bateria, o vento entrou e começou a prejudicar a formação, então os competidores da sétima bateria, o marroquino Brahim Iddouch e o australiano Nick Ormerod, acabaram tendo muita dificuldade para achar boas ondas. Mesmo assim, o marroquino superou com facilidade o aussie e avançou mais uma fase.

O último confronto da fase foi entre dois jovens talentos que já foram coroados com os títulos mundiais! Uri Valadão, o baiano voador, contra o francês Pierre Louis Costes em um confronto entre os reis do back flip. O brasileiro superou a estrela internacional mostrando que também pode conquistar o título da etapa!

Round 7 - feminino
Apesar das fracas condições de onda, a direção de prova teve que continuar o cronograma para definir as oito melhores competidores que avançariam para as quartas de final mulher x mulher.

As atletas fizeram o seu melhor em busca da classificação e a primeira delas foi Maylla Venturin, deixando, em segundo, a carioca Jéssica Becker. Eliminada, em terceiro lugar, a australiana Lilly Pollard.

A segunda bateria foi vencida com facilidade pela melhor competidora da atualidade, Isabela Souza que fez o maior score da fase e tem chances de ser campeã antecipada ainda nessa etapa. Em segundo lugar, e também classificada para a próxima fase, Soraia Rocha. E, em terceiro, Maria Helena Tostes.

No terceiro confronto, estava a adversária de Isabela na disputa pelo título mundial, a basca Eunate Aguirre, a carioca Karla Costa Taylor e a porto riquenha Luz Marie Grande Perez. Uma bateria atípica, pois Karla não encontrou boas ondas e não ofereceu grande resistência para as adversarias estrangeiras, sendo eliminada em terceiro. Eunate venceu e Luz Marie ficou em segundo.

A última bateria do dia foi novamente definida no desempate, Joselaine Amorim venceu a carioca Maira Viana pela maior nota em uma das ondas. Eliminada, em terceiro lugar, foi a capixaba Neymara Carvalho.

E assim terminou o quinto dia de competições em Copacabana! Amanhã é o dia das finais e a decisão dos grandes vencedores do Rio Bodyboarding Internacional 2012!

Acompanhe a cobertura especial e participe das promoções exclusivas pelo Facebook da Bodyboarding Brasil.

Neste dia 15.09, DIA DO CLIENTE a loja ofereceu 10 cupons de desconto com 20% para a compra de qualquer item na loja virtual! Em breve, você pode ser beneficiado por outras promoções também! Uma homenagem da B2BRShop para todos os seus clientes!

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Israel Salas e Neymara Carvalho vencem o Bahia Bodyboarding Show 2012

Postado em 08.09.2012

0 comentários

 

A segunda etapa do Circuito Brasileiro de bodyboarding terminou neste sábado. O evento foi realizado na Praia de Jaguaribe, em Salvador/Bahia, desde o dia 05 de setembro e hoje definiu os campeões! 

Em ondas de cerca de meio metro, os atletas disputaram as fases finais das categorias profissional masculino e feminino, além das categorias amadoras Open e Sub-16.

Na categoria principal, o baiano Israel Salas venceu o capixaba Lucas Nogueira na final, ao virar o resultado com uma nota 10! Lucas fez uma pontuação expressiva e vencia a bateria com 7,25 e 5,00 pontos. Israel somava 5,50 e 6,00, quando executou um backflip para conquistar a nota máxima. Lucas conseguiu conquistar 8,00 pontos, mas Salas ampliou a vantagem com 6,50.

Entre as mulheres, Neymara Carvalho somou 13,75 pontos para vencer a final contra Maira Viana, que apesar de ter buscado muito a vitória, sua pontuação não foi suficiente para vencer a penta campeã mundial.

Erik de Freitas venceu a categoria Open e Marcyus Thompson, a Sub-16.

Masculino Pro
1 Israel Salas (BA)
2 Lucas Nogueira (ES)
3 Lucas Rodrigues (ES)
3 Iraí Rodrigues (PE)
5 Uri Valadão (BA)
5 Junior Souza (BA)
5 Sanderson Trevisan (PR)
5 Eder Luciano (SC)

Feminino Pro
1 Neymara Carvalho (ES)
2 Maira Viana (ES)
3 Maylla Venturin (ES)
3 Kirstys Montenegro (PE)

Open
1 Erik de Freitas (CE)
2 Gabriel Santana (BA)
3 Daniel Ferreira (RJ)
4 Wellington Alves (RJ)

Sub-16
1 Marcyus Thompson (ES)
2 Ronaldo Carvalho (ES)
3 Bruno Cajado (ES)
4 Lucas Rodrigues (BA)

cartaz do evento Lucas Nogueira e Israel Salas Iraí Rodrigues Israel Salas Israel Salas Israel Salas Israel Salas Israel Salas Israel Salas Junior Souza Lucas Rodrigues Lucas Nogueira Uri Valadão Neymara Carvalho
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe
TV B2BR
mais videos

B2BR