BLOG

The Box mostra sua cara

Postado em 29.03.2012

0 comentários

Perfeição é a palavra que define as condições do mar no segundo dia do evento principal.

The Box mostrou seu potencial, mesmo sem uma grande ondulação. Mas a direção do swell e do vento possibilitaram um verdadeiro espetáculo para o mundo do Bodyboarding.

Round 2
Às 7h a primeira bateria da segunda fase já estava na água. A partir deste novo formato, os atletas que competem este round são os atletas que finalizaram na terceira e na quarta colocação das baterias da primeira fase.

O maior ídolo da cidade e grande conhecedor da onda de The Box, Ryan Hardy, brincou no quintal de sua casa e venceu nestas épicas condições. Em segundo, Nick Ormerod seguido por seu amigo Sam Bennett que acabaram por eliminar o campeão mundial Amaury Lavernhe.

Na segunda bateria, o ainda adolescente de apenas 17 anos, Lewy Finnegan, surpreendeu a todos e venceu com um desempenho surpreendente frente ao mundialmente conhecido Mitch Rawlins, que acabou em segundo. Em terceiro, a lenda viva do esporte Mike Stewart. Na quarta colocação, o canário Ruyman Rey.

O terceiro heat da fase parecia um filme de bodyboarding. Com a maré certa, as ondas começaram a ficar cada vez melhores e assim Michael Novy mostrou todo seu talento e venceu seus adversários. Joe Clarke também teve a sorte ao seu lado e encontrou ótimas ondas, garantindo sua vaga no próximo round. Mas ela faltou para Lee Szczepanski, quando, no momento decisivo, as suas ondas fecharam e o impediram de conseguir uma colocação melhor que o quarto lugar. Em terceiro, Tom Rigby com uma ótima performance, mas somente os dois primeiros atletas é que se classificam para a próxima fase.

A quarta e última bateria da fase foi uma verdadeira final antecipada, Pierre Louis Costes encontrou suas ondas e mostrou porque é o atual campeão do mundo. Em segundo, outro rei, Damian King, seguido por Brad Hughes e Dave Hubbard em quarto lugar.

Round 3
O terceiro round já contava com os dois primeiros atletas classificados na primeira fase. Para complementar as disputas, mais dois atletas classificados na segunda fase passariam a compor oito baterias com três competidores.

Na primeira bateria, Ryan Hardy competiria contra o único representante brasileiro: Magno Passos. Eles e Jake Stone se enfrentaram no melhor momento do mar nesta quinta feira! Hardy, novamente, usou todo seu conhecimento e experiência e conquistou mais uma vitória a caminho de outro título em The Box. A disputa do segundo lugar ficou entre o brasileiro e outro super star australiano. “Maguinho” surfou muito bem e conquistou a vaga para o próximo round, buscando fazer outro grande resultado como no ano passado quando foi vice-campeão.

Na segunda bateria, uma disputa entre australianos e quem levou a melhor foi Jones Russell. Em segundo, o jovem Drew Innocend que segue “imparável” desde as triagens, desta vez eliminando o experiente Nick Ormerod.

No terceiro embate do round, outro novato “aprontou” para os demais competidores. Lewy Finnegan surfou muito bem e venceu o havaiano Jacob Romero. Em terceiro e eliminado da competição, Chase O´Leary.

O heat número quatro foi um dos mais incríveis do dia. Mark McCarthy conquistou uma pontuação expressiva ao escolher duas das maiores ondas do dia, passando por dentro de tubos inacreditáveis. Com apenas quatro ondas, mas todas pontuadas acima de 7,75 pontos, ele venceu Mitch Rawlins e Jeff Hubbard, duas estrelas do bodyboarding moderno.

Michael Novy encontrou boas ondas e venceu a quinta bateria, deixando o local Chad Jackson em segundo, e eliminando o sul africano Sasha Specker que finalizou a disputa em terceiro numa hora em que o vento mudou, piorando as condições do mar.

A sexta bateria foi para a água com o vento aumentando a cada momento. A direção da prova levou em consideração a paralisação da competição, mas a chegada do novo swell poderá significar ainda mais vento e piores condições nos próximos dias e assim os atletas foram para o sacrifício. Jared Houston teve muita competência e sorte ao encontrar as ondas que ele precisava para a vitória. Em segundo lugar ficou Dallas Singer e, em terceiro, não tendo sorte na escolha das ondas, ficou Joe Clarke.

Mais três grandes estrelas do esporte, agora, na sétima bateria: Ben Player, Dave Winchester e Pierre Louis Costes. O fator sorte foi novamente determinante para os competidores, pois o mar piorava a cada minuto devido ao fortíssimo vento. Mesmo com toda a determinação do campeão mundial, os dois atletas da NMD fizeram a parte deles para se classificar. Ben Player, em primeiro e Winny, em segundo.

Com condições nada parecidas com as do início da manhã, a última bateria foi surpreendente. Andrew Lester conseguiu boas ondas que lhe renderam a classificação em primeiro lugar. O basco Alex Uranga conquistou a classificação com a segunda colocação e Damian King, vencedor das triagens, foi eliminado em terceiro.

O check in está marcado para às 7h com o início da competição programado para às 7h30min (20h30min de Brasília), apesar das previsões pouco animadoras devido ao vento que começou a soprar com muita intensidade nesta noite. Certamente, um novo swell deve chegar à costa, mas as melhores condições estão previstas para sábado quando o vento deve perder força. A competição poderá ser realizada em The Box ou, na pior das hipóteses, em Gas Bay.

A quarta fase será não eliminatória e por isso os atletas devem se preocupar mais com a performance do que com a vaga para a fase seguinte, garantindo um show de Bodyboarding para os espectadores. Serão quatro baterias com quatro atletas cada.

Os terceiro e quarto colocados competem entre si na quinta fase.

Os segundos colocados classificam-se para a sexta fase e competirão contra os vencedores da quinta.

Os vencedores da quarta fase classificam-se direto para sétima fase – quartas de final. Contra eles competirão os vencedores das baterias da sexta fase.



 

The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012 The Box Pro 2012
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Evento principal em The Box teve início nesta quarta feira

Postado em 28.03.2012

0 comentários

Adrenalina e suspense no primeiro dia do evento principal do The Box PRO 2012! Depois da realização das triagens em Gas Bay,  chegou a vez dos melhores bodyboarders do planeta desafiarem esta temida e admirada onda.

Muitos perigos a envolvem como a rasa bancada de pedras que, com a força da onda, deixa ela ainda mais desafiadora. Mas o maior de todos eles ainda é a presença constante de tubarões de todos os tipos e tamanhos. No ano passado, as praias da região foram fechadas por 2 dias pela presença de um grande tubarão branco. E, ontem, enquanto alguns atletas faziam um treino de reconhecimento, eles avistaram outro predador de grande porte, deixando muitos com os nervos à flor da pele.

Mas hoje o dia amanheceu com condições perfeitas, apesar da chuva fina que caia logo pela manhã.  Então tudo indicava que o evento principal começaria em grande estilo.

Logo na primeira bateria, Jake Stone mostrou grande domínio sobre o pico e superou todos seus adversários. Seu amigo Jones Russel foi segundo. Em terceiro, Sam Bennett e, em quarto, o canário Ruyman Rey.

Na segunda bateria, a “zebra andou solta“. O único representante brasileiro na prova, Magno Passos, surfou muito bem, mas não completou um tubo que lhe renderia a vitória, deixando o jovem local, que veio desde as triagens, Drew Innocend, com a vitória. Em terceiro ficou a lenda viva do esporte e multi-campeão mundial Mike Stewart e, em quarto, o campeão mundial de 2010, o francês Amaury Lavernhe. Um resultado totalmente inesperado, mas não absurdo, pois Drew conhece muito bem essa onda e veio “aquecido” com o oitavo lugar das triagens.

A terceira bateria também foi vencida por outro trialista. O havaiano Jacob Romero surpreendeu a todos e venceu o campeão deste evento em 2011, a lenda local Ryan Hardy, que amargou a terceira colocação caindo para a repescagem. Em segundo lugar, o sul africano Mark McCarthy mostrou que pode ir muito longe nessa prova, pois é um grande competidor para à direita e conhece muito bem a onda. Em quarto lugar, Lewy Finnegan outro trialista australiano.

Na quarta disputa,  Jeff Hubbard venceu com suas tradicionais manobras aéreas e avançou rumo ao topo! Em segundo, o australiano Chase O´Leary que encontrou boas ondas e surfou um dos melhores tubos do round. Em terceiro, Nick Ormerod e, em quarto, Mitch Rawlins, atleta local da Western Australia e profundo conhecedor do pico, mas que não teve muita sorte na escolha das ondas e também foi para a repescagem.

Dessa vez, o atual campeão do mundo, o franco-luzitano Pierre Louis Costes acabou não encontrando nenhuma onda de qualidade e finalizou a quinta bateria na quarta colocação. Em terceiro, o jovem Tom Rigby, em segundo, Dallas Singer e, vencendo a bateria, o atleta local “wild card” Chad Jackson, que encontrou ótimas ondas, um grande tubo e um back flip muito expressivo!

Na sexta bateria, foi a vez de dois sul africanos mostrarem que podem vencer o evento na casa dos aussies! Jared Houston entrou em completa sintonia com a onda e venceu com grandes manobras. Em segundo, o trialista, dropknee rider e fotógrafo Sasha Specker. Dave Hubbard ficou em terceiro e, em quarto, Joe Clarke.

A sétima bateria foi vencida de ponta a ponta por Dave Winchester, que, mesmo em condições muito piores que no início do round por culpa da entrada do vento, encontrou boas ondas e mostrou todo seu repertório de manobras. Em segundo e estreando como atleta da primeira divisão, o basco Alex Uranga. Em terceiro, Michael Novy e, em quarto, Brad Hughes.

O oitavo heat foi vencido pelo estreante, mas velho competidor do circuito mundial. Isso porque, após anos sem competir e sem conquistar grandes resultados, Andrew Lester voltou em grande estilo para vencer a bateria com o maior somatório desta fase. Conquistou 17,26 pontos dos 20 possíveis, e avançou para o próximo round.

Em segundo lugar, Ben Player, que surfou muito bem, mas não encontrou uma onda com grande extensão e tamanho. Em terceiro Damian King e, em quarto, Lee Szczepanski.

O evento iniciará às 7h desta quarta feira (20h em Brasília) com o round 2. A previsão é de vento terral, apesar do mar perder força, mas a direção de prova vai autorizar os atletas a entrarem na água para inaugurar o novo sistema de competição idealizado por Jeff Hubbard e aprovado em votação por todos os atletas.

O novo formato estipula que não haverá eliminação nas duas primeiras fases. Os primeiro e segundo colocados avançam direto para o terceiro round. Os terceiro e quarto (que anteriormente seriam eliminados), agora competem entre si no segundo round. Os primeiro e segundo colocados do segundo round encontrarão os demais atletas classificados anteriormente na terceira fase.



 

Chad Jackson Chad Jackson Jacob Romero Jeff Hubbard Lewy Finnegan Magno Passos Ryan Hardy
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Damian King vence as triagens do The Box PRO 2012

Postado em 27.03.2012

0 comentários



Muita ação no segundo dia de competição das triagens para definir os oito atletas classificados para o The Box PRO 2012, depois de uma verdadeira maratona de mais de 6 horas de competição nas ótimas ondas de Gas Bay.

Round 3
O dia começou com a terceira fase em ótimas condições, vento terral e grandes manobras! Os destaques do round foram George Humphreys que venceu a Damian King com um sólido score na primeira bateria. Lee Szczepanski, que encontrou dois tubos excelentes e venceu a terceira bateria. Dan Worsley também apresentou uma excelente performance e venceu com facilidade na sexta bateria. Mas o grande destaque ainda seria o hawaiano Jacob Romero que fez o maior somatório da fase com um bom tubo e outro bom ARS, somando 15,78, dos 20 pontos possíveis.

Quartas de Final
As baterias das quartas de final comprovaram o alto nível dos bodyboarders australianos. Muitos atletas, até então desconhecidos, mostraram que uma nova safra de campeões está garantida! Logo na primeira bateria, Drew Innocend venceu e Lee Szczepanski foi segundo, e ambos classificaram-se para o evento principal.

Apesar da renovação, quem é rei nunca perde a majestade, e assim Damian King superou os novatos na luta por uma vaga no evento principal e venceu a bateria. Em segundo, e também classificado, ficou o hawaiano Jacob Romero. E quem realmente ganha nesse resultado é o público, pois poderá assistir à apresentação de suas “estrelas” no evento principal.

Na terceira bateria, o grande vencedor foi o canário Ruyman Rey, que impressionou a todos com ótimos tubos. Em segundo lugar, o sul africano Sacha Specker que tem se mostrado muito polivalente e um grande competidor, pois além de competir na categoria principal, é um mestre do Dropknee e também é um dos fotógrafos oficiais da IBA.

A quarta e última bateria do round, foi outro excelente exemplo da renovação do Bodyboarding Australiano. O novo super star e team rider da Versus Bodyboards, Joe Clarke, ficou em segundo lugar. Em primeiro, Lewy Finnegan, mostrando um desempenho incrível, venceu e conquistou a vaga para o evento principal.

Semifinais
Com a tranquilidade da vaga garantida para o evento principal, os semifinalistas passaram a arriscar mais e proporcionaram um grande espetáculo! Apesar das condições do mar piorarem muito com o vento, os atletas se superaram e fizeram grandes baterias.
Na primeira, Jacob Romero encontrou boas ondas e soltou seu repertório de manobras, com destaque para duas boas ondas de ARS com muita potência que lhe proporcionaram a vitória e consequentemente a vaga na final. Em segundo, Damian King, que mostrou que é como o vinho: “quanto mais velho, melhor” e que não está para brincadeira, pois quer a vaga entre os top 16 para o ano que vem!

A segunda bateria foi vencida pelo incrível Sasha Specker, que novamente mostrou um estilo muito radical e que tem talento para figurar entre os melhores do mundo. Em segundo, o jovem Lewy Finnegan, que fez ondas bastante sólidas e superou o super star Joe Clarke por uma margem mínima.

Final
A grande final das triagens foi um verdadeiro espetáculo, apesar de ter sido definida logo no início com uma excelente onda do novato Lewy Finnegan no ARS mais alto da competição até o momento para conquistar 9,25 pontos! Na onda seguinte, Damian King faz outro grande ARS, combinado com um rolo no inside para fazer 9,08 pontos. Um início incrível e definido na experiência de King que encontrou uma segunda nota para selar a vitória! Finnegan, apesar de ter um grande talento, não encontrou a segunda onda e acabou ficando com a segunda colocação.

Em terceiro, o sul africano Sasha Specker e, em quarto, o hawaiano Jacob Romero, que não teve o mesmo desempenho das baterias anteriores. Assim Damian King é o grande vencedor das triagens e garante importantes pontos no ranking GQS.

Amanhã o evento principal começa em The Box às 7h (20h de Brasília). O Brasil estará representado pelo capixaba Magno Oliveira que já está na Austrália há cerca de um mês, preparando-se especialmente para esta etapa. Com a ausência dos demais atletas, toda a torcida verde-amarela estará concentrada para Maguinho que, em 2011, foi vice campeão, perdendo apenas para o atleta local Ryan Hardy, por isso as expectativas são muito positivas! Boa sorte!

Acompanhe a cobertura especial que a B2BR está preparando para você. Curta e compartilhe as notícias com seus amigos!



 

Estrutura do evento Gas Bay Lewy Finnegan Joe Clarke e Sacha Specker Davis Blackwell Ruyman Rey Estrutura do evento Wesley Fischer Paisagem Estrutura do evento Damian King Round 1 do evento principal
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Grande expectativa para o início do The Box PRO 2012

Postado em 25.03.2012

0 comentários



A segunda etapa do Circuito Mundial Grand Slam de Bodyboarding está prestes a começar!

The Box PRO 2012, como o próprio nome já diz, será realizado na grandiosa onda conhecida como The Box, localizada em Margaret River, na Austrália. Ryan Hardy foi o vencedor deste evento em 2011 e novamente estará na disputa para defender o título e conquistar importantes pontos para o ranking deste ano.

Nesta segunda feira, o evento terá início com as triagens na onda de Gas Bay, uma praia próxima à do evento principal. Serão três rounds até as quartas de final, onde a maioria dos atletas são australianos. Outros poucos atletas Sul Africanos, Portugueses, Venezuelanos, Angolano, Americano, das Ilhas Canárias e da Macedônia também compõe este grupo.

Mas somente os oito primeiros colocados estarão classificados para o evento principal em The Box. Juntamente com os convidados especiais wild cards Brad Hughes, Chad Jackson e Nick Omerod entre os TOP 24, serão 32 os atletas principais.
 


Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Primeiro dia de competição do The Box PRO 2011

Postado em 16.04.2011

0 comentários

Finalmente, teve início o The Box PRO 2011. Não em The Box, mas na questionável direita de Gas Bay. Infelizmente, esperou-se muito para iniciar a competição. Ontem havia condições em The Box, apesar das ondas estarem menores do que se esperava, mas ao menos seria no mítico pico. Ou se fosse para ser mesmo em Gas Bay, ontem presenciamos as melhores condições dos últimos dias. Boas ondas e bons tubos na rasa bancada de pedras ofereciam condições muito mais dignas para um evento dessa magnitude.

Depois de analisarem os gráficos de swell, a direção de prova decidiu realizar dois rounds do evento principal. Os prognósticos que apontavam uma segunda feira com ótimas condições para The Box parecem ter mudado e talvez, por uma ironia do destino, o evento seja todo realizado em Gas Bay.

Assim, os melhores bodyboarders do mundo encararam as condições nem tão favoráveis para enfrentaram-se em difíceis embates. Neste novo sistema, os atletas somam pontos de acordo com as respectivas colocações na bateria e, depois de 3 rounds, apenas os 16 melhores avançam para as oitavas de final, homem x homem.

Eder Luciano foi segundo colocado na primeira bateria, vencida pelo francês Amaury Lavernhe que, simplesmente, fez a melhor onda do dia em sua primeira investida. Na segunda bateria ele enfrentou o conterrâneo Guilherme Tâmega, que venceu a disputa. Eder soma 6 pontos e ainda aguarda a apresentação do terceiro round.

Uri Valadão, por sua vez, venceu seu primeiro embate contra GT e ficou em terceiro no segundo round, somando 8 pontos.

Outro representante da bandeira verde amarela foi Magno Oliveira que, inexplicavelmente, não compareceu na primeira bateria, mas venceu sua segunda disputa.

Amanhã, o check in está agendado para às 7h (20h deste sábado em Brasilia). Parece que o mar piora muito o evento fica em stand by, à espera de melhores condições que talvez nem aconteçam. Já se ouve o boato que alguns atletas sugerem a interrupção do evento e a divisão dos pontos e do prize money. Essa pode ser uma saída pouco honrada para os organizadores, mas justa para os atletas que foram obrigados a enfrentar as degradantes condições de Gas Bay.

Acompanhem as próximas novidades e as notícias diretamente da Austrália com exclusividade para o portal da Bodyboarding Brasil!

Austrália - The Box - 1o dia de competição - Gas Bay from B2BR on Vimeo

Amaury Lavernhe Amaury Lavernhe Estrutura do evento Estrutura do evento Eder Luciano Eder Luciano Guilherme Tâmega Beleza natural Seamus Makin Cade Sharp Cade Sharp Estrutura do evento Dave Hubbard Estrutura do evento Beleza natural Joe Clarke Estrutura do evento Estrutura do evento Michael Novy Estrutura do evento para atletas Beleza natural
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe
TV B2BR
mais videos

B2BR