BLOG

Os trialistas do South Coast estão definidos

Postado em 18.04.2013

0 comentários

O primeiro dia de competições do "The 2013 NSW South Coast Crusade", ou em bom português "A cruzada da Costa Sul de Nova Gales do Sul", ocorreu nesta quinta feira com as triagens. Este é o segundo evento do Circuito Mundial IBA GSS.

Com o objetivo de encontrar as melhores condições para o evento, a onda Mystics foi a escolhida por normalmente proporcionar boas condições para a prática do esporte. Ondas de até 3 pés com formação regular foram as "rampas" para os trialistas atingirem o evento principal.

As triagens foram disputadas por 60 atletas, composta por australianos em sua grande maioria. Um competidor da Nova Zelândia, dois japoneses, um havaiano e um francês foram as demais nações representadas nesta fase. Nenhum competidor sul americano participou e assim o caminho da divisão de acesso GQS ficou livre para os "gringos".

Apesar de ter o caminho facilitado pela falta de muitos competidores, a "zebra" se fez presente na eliminação de grandes nomes logo nas primeiras fases. Joe Clarke, Cade Sharp, Joe Jordanoff, Liam O'toole e Ewan Donnachie foram eliminados precocemente e não conseguiram avançar ao evento principal.

O grande destaque foi o jovem Lachlan Cramsie. Nas três baterias disputadas ele obteve o primeiro lugar e ainda conquistou o high score da competição para vencer as triagens. O segundo lugar ficou com Chase O'leary. A terceira colocação foi para George Humphreys. E, em quarto lugar, ficou Jake Stone. Estes quatro competidores avançam para o evento principal.

Mesmo com poucos atletas, a América do Sul está muito bem representada por Eder Luciano e Magno Passos do Brasil e Alberto Colucci da Venezuela que são os únicos “latinos" na terra dos cangurus.

Bodyboarder Visual das ondas Dan Worsley Elliott Butler Visual das ondas Harley Ward Jake Metcalfe Marshall Watson Mystics Nick Gornall Roger Pardoe Roger Pardoe Sam Strachan Shaun Pyne South Coast Tom Rigby Tom Rigby Bodyboarder
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Pierre Louis Costes vence o Fronton PRO e Jeff Hubbard é o campeão mundial de 2012

Postado em 14.12.2012

0 comentários

Chegou ao fim a mais emocionante e incrível competição de Bodyboarding! Esta era a última e decisiva etapa do circuito mundial, cercada de expectativas e o sonho de ser coroado campeão, por isso seria a última chance para os dois atletas, concorrentes direto ao título.

Para ser ainda mais dramático, o palco dessa decisão foi a temível onda de El Fronton com sólidas ondas de 8 pés e séries ainda maiores que quebravam sobre a muito rasa bancada de pedra. Confirmando as previsões, o swell virou um pouco de oeste e possibilitou incríveis condições de onda para o último dia de evento e então, dentro de poucas horas, o mundo conheceria o vencedor da etapa e o campeão do ano!

A primeira bateria do dia foi apenas uma amostra do que estava por vir. Os australianos Jason Finlay e Ryan Hardy abriram o dia de competição com a maré baixa e a bancada toda exposta.

Completar uma onda ou simplesmente dropá-la era uma tarefa heroica! Finlay foi o melhor e acabou com o sonho da estrela da west oz de em continuar entre os Top 16 de 2013. Ano que vem, ele terá que competir o circuito classificatório GQS.

Round 6
As condições melhoravam cada vez mais e assim Uri Valadão, único brasileiro em prova, enfrentou Mark McCarthy. Uri iniciou a bateria com muita vontade de vencer e assim rapidamente encontrou duas ondas seguidas para pressionar o sul africano, que caiu de uma das mais pesadas ondas, batendo contra o afiado fundo de pedras. Ele ficou na água para fazer o impossível. Virou o resultado na disputa que parecia ser vencida pelo brasileiro. Assim Uri terminou sua participação no circuito mundial de 2012.

Nesse mesmo round, as Ilhas Canárias perderam mais um representante, Elliot Morales que enfrentou Sacha Specker. Por outro lado, Yeray Martinez se classificou na disputa contra o australiano Sam Bennett, que buscava um bom resultado para continuar entre os Tops de 2013.

As estrelas australianas da NMD, Ben Player e Jason Finlay fizeram a mais espetacular bateria da fase, vencida por Ben com maestria. Foram 18,75 pontos, dos 20 possíveis.

Quartas de final
A competição chegou às quartas de final, onde os oito melhores atletas de toda a competição se enfrentariam na busca por apenas quarto vagas nas semifinais.

A primeira bateria da fase foi marcada pelo excelente desempenho do competidor sul africano Jared Houston contra o local, Yeray Martinez. A bateria foi sensacional por parte dos dois atletas! Mas Jared fez a maior pontuação e provou que está pronto para lutar pelo titulo em 2013!

A segunda bateria teve ainda mais emoção, pois o favorito ao título mundial enfrentaria o jovem "franco atirador" sul africano, Mark McCarthy. Ele já havia conquistado uma classificação incrível na última fase e agora enfrentaria Jeff Hubbard. O havaiano fez a parte dele e pegou ótimas ondas com direito a tubos, 360 aéreos e seu tradicional repertório de manobras. Mas Mark conseguiu um feito "quase impossível" ao virar o resultado nos segundos finais. Jeff foi eliminado da competição, mas ainda poderia sonhar com o título se Dave Winchester também perdesse.

Na terceira, Winny tinha a obrigação de vencer Sacha Specker se quisesse conquistar o título.

A bateria foi recheada de emoções e viradas de resultado até a regressiva de término, quando o australiano conseguiu mudar a seu favor, deixando todos com os nervos à flor da pele!

A quarta e última bateria do round foi, sem dúvidas, a mais "fantástica". Pierre Louis Costes, Ben Player e apenas uma vaga. O atual campeão mundial conseguiu derrotar Ben Player e ficou com a missão de enfrentar Dave Winchester na semifinal!

Semifinais
Os conterrâneos Jared Houston e Mark McCarthy fizeram um duelo "caseiro" na primeira semifinal. Mas Jared fez uma onda realmente incrível com um extenso e profundo tubo seguido por um grande aéreo para conquistar a primeira vaga na final!

Todos se voltaram para a segunda disputa, pois nela estava Dave Winchester e a decisão do título do ano. Certamente, a bateria mais tensa de todo o circuito! Contra o australiano, ninguém menos que o atual campeão do mundo Pierre Louis Costes.

Dave começou muito bem, mas, em pouco tempo, PLC conseguiu fazer uma onda realmente absurda com 360 para buscar a linha do tubo, passá-lo por dentro, finalizando com um de seus tradicionais backflips para ser a nota máxima da bateria.

Ele ainda encontrou uma excelente sequência de esquerdas e, em uma delas, entubou e finalizou com um rolo numa seção mutuante da onda. Esta seria a segunda pontuação para compor o somatório de 18,41 pontos.

A responsabilidade da virada ficou para o australiano, que se esforçou muito com boas ondas. Tubo para esquerda, tubo e aéreo para a direita, mas nenhuma pontuação foi suficiente para mudar o resultado.

Os últimos 5 minutos pareciam intermináveis tanto para Dave, que buscava uma onda, como para Jeff que observava a bateria desde a área de atletas.

Na regressiva, o aussie achou uma boa esquerda de um pesado tubo e todos ficaram aguardando o resultado. A pontuação de Dave foi mais baixa do que ele precisava e Jeff Hubbard foi coroado campeão mundial! O havaiano conquistou seu terceiro título e deu trabalho a todos aqueles que desejaram, neste ano, o titulo de melhor bodyboarder do planeta!

Final
Depois da tensa decisão do titulo mundial durante as semis, a grande final do campeonato perdeu um pouco de seu mistério, mas nem um pouco de sua emoção.

O espetáculo que foi visto hoje em El Fronton mostrou que o Bodyboarding pode ser considerado o mais radical esporte de ondas do planeta!

Jared e Pierre faziam manobras acrobáticas com a perfeição de ginastas e cada onda surfada foi realmente incrível. Decidida por apenas 0,06 ponto de diferença: Pierre com 17,76 venceu Jared com 17,70 para ser o grande vencedor do The Fronton Pro 2012!

E assim chegou ao fim mais uma temporada, encerrada com chave de ouro em condições dignas para decisão do título.

Os campeões do ano foram:
Masculino GSS: Jeff Hubbard
Masculino GQS: Eder Luciano
Feminino: Isabela Sousa
Dropknee: Sasha Specker

A próxima temporada promete muitas mudanças no calendário, no quadro técnico, novos competidores entre os Top 16, isso se o mundo não acabar...

Galeria de fotos cedida por Uiliam UST // Mayonara Click Trip





Dave Winchester Ben Player Dave Winchester Ben Player Dave Winchester Ryan Hardy Jared Houston
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Evento principal começou hoje em Puerto Rico

Postado em 04.11.2012

0 comentários

ROUND 1 GSS
O dia de abertura do evento principal apresentou boas condições para a realização do primeiro round da categoria masculina GSS. Em caráter não eliminatório, ele permite que os atletas “quebrem o gelo” inicial e tenham mais uma chance para traçar o caminho às finais.

Uri Valadão participou da primeira bateria, mas não teve seu melhor resultado. Finalizou com uma pontuação modesta na quarta colocação e vai disputar o segundo round junto com Mark McCarthy da África do Sul que ficou em terceiro lugar. Em segundo e surpreendendo a todos, ficou o atleta de Guadelupe Martin Mouradian, demonstrando muita técnica e qualidade nas manobras. O canário Diego “El niño” Cabrera, venceu a bateria. Uma recuperação incrível para quem voltou ao ápice antes das expectativas médicas.

Guilherme Tâmega venceu a segunda bateria desde o princípio, sem oferecer nenhuma chance a seus adversários. GT mostrou que está na briga pelo título mundial e não vai abandonar suas chances, por menores que sejam. Em segundo lugar, ficou o australiano Ryan Hardy a apenas poucos décimos do brasileiro, resultado de um excelente tubo em uma das mais perfeitas direitas do dia. Seu conterrâneo Jones Russell ficou com o terceiro posto e vai disputar o segundo round com o havaiano Dave Hubbard, que teve uma atuação irreconhecível, e amargou o quarto lugar.

O terceiro brasileiro a competir seria o iluminado Magno Oliveira Passos. Ele somou o maior score do primeiro round: 17,28 de 20 pontos possíveis. Venceu Amaury Lavernhe que ficou em segundo lugar. Participarão do segundo round o local Trevor Kan e Heison Carrion.

Mais um brasileiro voltaria para a água na quarta bateria. Eder Luciano, o ciclone catarina, lutou muito, mas não conseguiu superar um dos adversários. Pelo primeiro posto, ele enfrentou ninguém menos que o líder e o maior favorito para a conquista do título deste ano: Dave Winchester. O australiano mostrou que não está sentindo nenhuma pressão, mas está simplesmente, “curtindo” cada bateria. Eder conquistou um resultado muito importante e realmente surfou muito bem, com fortes ARS e um bom aéreo em sua primeira onda. Dallas Singer foi terceiro e, em quarto lugar, o boricua Ruben “Babe” Quinoñes.

Na quinta bateria, outro candidato ao título mostrou que está tranquilo, mesmo com toda disputa que envolve a conquista do título. Pierre Louis Costes seguiu sua tradicional linha e venceu essa importante bateria. Em segundo lugar, mais um representante brasileiro, Roberto Bruno, que fez um aéreo incrível em uma ótima direita. Em terceiro, e muito longe de suas melhores exibições, ficou o australiano Jake Stone e, em quarto, o local Rafael Rivera.

Com as condições piorando em decorrência do vento, a sexta bateria foi para a água com a missão de buscar boas ondas num mar que já poderia considerar-se “mexido”. Nessas condições, o “mestre de competições” Andrew Lester venceu, literalmente, pela experiência. Jacob Romero liderava a bateria com uma excelente performance, mas, no final, o australiano virou o resultado. Em terceiro, Alex Uranga do País Basco, que não teve a mesma sorte na seleção de ondas, acabou no terceiro posto. Em quarto, ficou o brasileiro João Zik, que estava competindo muito bem desde as triagens e assim terá que aproveitar a nova chance para avançar outra fase.

No sétimo confronto do round, outro candidato ao título venceu com uma excelente pontuação. Apesar das difíceis condições do mar, Jeff Hubbard mantem viva a esperança desta conquista. Em segundo, ficou o aussie Tom Rigby, que mesmo se esforçando não conseguiu superar o havaiano. Em terceiro e atuando apenas como coadjuvante na disputa ficou o local Jacob Vandervelde. O australiano Chase O´Leary, que não teve a mesma atuação daquele Chase que conquistou a vaga no GSS deste ano, ficou em quarto.

O segundo maior somatório da fase foi conquistado pelo vencedor da última bateria, o sul africano Jared Houston, com 16.93 pontos. O chileno Renato Arellano foi segundo. Sacha Specker e Sam Bennett vão disputar a segunda fase.


FEMININO
As mulheres disputaram a terceira fase neste domingo. A japonesa Sari Ohara conquistou a maior pontuação da fase, 14.56. Natasha Sagardia não está fazendo um excelente trabalho somente fora da água, ao ser a principal responsável pela organização deste evento. A boriqua também fez uma bonita apresentação para vencer a quarta bateria.


DROP KNEE
No segundo round da categoria Drop Knee, o Brasil teve um representante. Daniel Alves venceu a primeira bateria com uma performance muito boa. Demonstrou controle nas difíceis condições de mar, pois o forte vento lateral balançava muito as ondas. Mesmo assim, Daniel surfou muito bem para ser um dos destaques desta fase, bem como o peruano Kiko Galdos.


ROUND 2 GSS
Para finalizar o dia de competições, o segundo round da categoria principal foi à água.

Logo na primeira bateria, um confronto emocionante entre Babe Quinones, Dave Hubbard, Mark McCarthy e Trevor Kan que fizeram o possível para garantir uma boa onda de ARS ou backflip cada um. A classificação foi definida pela regularidade, e Babe usou o fator local para classificar-se em primeiro. McCarthy foi segundo. Eliminados, em terceiro, o local Trevor e, em quarto, o havaiano Dave Hubbard.

A segunda bateria contou com a participação de Uri Valadão, que jogava todas as suas fichas para continuar na competição. O bahiano enfrentou os australianos Jones Russel e Dallas Singer e o local Heison Carrion. Infelizmente, as condições não melhoraram e a bateria foi uma luta entre os atletas e o mar. Uri se classificou em segundo e Dallas foi o vencedor. Russel e Carrion foram os eliminados.

O terceiro confronto do round foi eletrizante e definiria a permanência de mais um competidor brasileiro, o carioca João Zik. Ele enfrentou os australianos Sam Bennett e Jake Stone e o havaiano Jacob Vandervelde que liderava a bateria até o final. No último minuto, Sam Bennet fez uma onda salvadora e conseguiu a virada para o primeiro lugar! Zik buscou a classificação, mas conquistou somente o terceiro posto nessa bateria, finalizando aqui a participação dele em Puerto Rico. Em quarto lugar, Jake Stone.

A quarta e última bateria do dia foi a mais disputada de todas, cheia de “viradas” espetaculares de resultados! O local Rafael Rivera surfou muito, mas não foi o suficiente para se classificar e acabou em quarto lugar. Em terceiro, ficou o atual campeão mundial de Drop Knee, o sul africano Sacha Specker que mandou até um 360 aéreo invertido na junção, mas não conseguiu a classificação. Alex Uranga venceu a bateria com o maior somatório desta fase, sendo Chase O´Leary o segundo colocado e também classificado.

Devido às eleições americanas, a competição tem seu cronograma muito “apertado”, então a organização deve aproveitar cada dia até o limite. A programação será cheia para os próximos dias, acompenhem!

Visual do amanhecer em Puerto Rico Rafa Rivera Dave Winchester
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Enfim, Zicatela mostra sua força para o mundo!

Postado em 01.10.2012

0 comentários

Depois da grande polêmica a cerca da transmissão ao vivo, a competição recomeçou hoje em Zicatela!

Na água, as quatro disputas da segunda fase. Uma segunda chance aos atletas que estariam desclassificados e que agora podem competir entre si para conquistar as últimas vagas para o terceiro round.

A primeira foi uma disputa entre Sam Bennet e Jake Stone da Austrália, Uri Valadão do Brasil e Amaury Lavernhe das Ilhas Reunião. Uma bateria de repescagem, mas que poderia ser uma final em qualquer etapa do circuito. Uri Valadão venceu de ponta a ponta, deixando Amaury e Jake lutando pela segunda colocação. A última tentativa do australiano não foi o suficiente para derrotar o francês. Assim, Uri e Amaury continuam na competição e os dois aussies voltam para casa.

Na segunda bateria da fase, outro brasileiro roubou a cena. Roberto Bruno venceu a disputa. O porto riquenho e trialista Jorge Colomer conseguiu se classificar sendo segundo. Mas, os únicos atletas mexicanos acabaram desclassificados, eliminando as esperanças dos locais em ter um representante neste importante evento. Em quarto Chuy Silva, e, em terceiro, Hector "motor" Santiago.

O terceiro confronto foi entre competidores da nova geração IBA. Atletas pouco conhecidos para algumas pessoas, mas que são a certeza de um grande futuro no esperte. O havaiano Jacob Romero, o canário Diego "el nino" Cabrera, o australiano Chase O'Leary e o venezuelano Alberto Colucci. Uma bateria definida por uma pequena margem a favor do havaiano Jacob. Em segundo, ficou o venezuelano Colucci; em terceiro, Cabrera e, em quarto, O'Leary.

A última bateria do dia foi, sem dúvidas, a mais disputada e emocionante de todo o dia por tantas mudanças de resultados! Eder Luciano, Jones Russell, Michael Novy e a lenda viva do esporte Mike Stewart que, do topo de seus 46 anos de vida, continua dando muito trabalho a seus concorrentes. Ele surfou muito bem durante esta bateria, finalizando em segundo. O grande vencedor foi o aussie Michael Novy que encontrou duas ótimas ondas e avançou para o próximo round. Em terceiro lugar, eliminado, Jones Russell e, em quarto, o brasileiro Eder Luciano que se despediu da competição. Eder liderou grande parte da bateria, mas não conseguiu encontrar uma segunda nota mais expressiva para compor seu resultado. Ele havia feito uma ótima onda, mas, nos últimos dez minutos, seus adversários conseguiram virar o resultado.

Amanhã, o check in está marcado para às 7h (9h em Brasília). Acompanhe as atualizações!



Zicatela PRO 2012 Alberto Colucci Diego Cabrera Alberto Colucci Jones Russel Jorge Colomer Mile Stewart Nicolas Capdeville Michael Novy Pierre Louis Costes Zicatela PRO 2012
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Jake Stone volta a fazer parte da equipe Agent18

Postado em 05.09.2012

0 comentários

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe
TV B2BR
mais videos

B2BR