BLOG

Quatro brasileiros avançam para as quartas de final

Postado em 11.06.2013

0 comentários

Este foi outro grande dia para o Brasil no mundial de Itacoatiara!

Ainda que, no início da manhã, a qualidade das ondas não era a melhor, ao longo do dia a ondulação foi "encaixando" sobre a bancada e, aos poucos, as condições possibilitaram um grande espetáculo!

As primeiras baterias foram ao mar em condições totalmente "close out", quando as ondas fecham totalmente, tornando mais difícil a missão dos atletas do Round 3 em encontrar boas ondas para manobras. E por isso houve baixas de importantes atletas na equipe brasileira: José Otavio, Lucas Rodrigues, João Zik, Lucas Mendonça, Roberto Bruno e Guilherme Tâmega foram eliminados precocemente. Felizmente outros representantes brasileiros conseguiram encontrar boas notas nas difíceis condições para assim avançar na competição. Destaque para Magno Passos, Eder Luciano, Nicholas Bastos, Uri Valadão, Dudu Pedra, Lucas Nogueira e Helliton Loureiro que conquistaram a classificação para as oitavas de final formato homem x homem, aumentando as chances de um vencedor ser brasileiro!

No Round 4, o primeiro duelo teve um resultado inesperado. Em uma bateria extremamente difícil, o jovem trialista sul africano Iain Campebell derrotou o talentoso Magno Passos.

A segunda bateria foi um embate entre amigos, reeditando um confronto histórico entre os dois franceses que decidiram a classificação em uma disputa digna de campeões do mundo. A experiência de Amaury Lavernhe garantiu a vitória frente ao conterrâneo Pierre Louis Costes.

O jovem carioca Nicholas Bastos representava o Brasil em um duelo contra o sul africano Sacha Specker. Felizmente, o conhecimento "local" fez a diferença para assegurar a vitória frente o experiente adversário e assim Nicholas avança pela primeira vez para as quartas de final de um evento GSS!

Eder Luciano e Ben Player travaram um confronto emocionante até o fim da bateria. O Ciclone Catarina buscou uma boa onda no início, fazendo um profundo tubo para a direita seguido de el rolo. A vitória foi garantida com outro bom tubo, pois ainda que BP tenha buscado a virada nos últimos minutos, ele não atingiu a nota que precisava, sendo eliminado do evento.

Infelizmente, o Brasil perderia mais um representante na sexta bateria contra o jovem chileno Alan Muñoz. O baiano voador Uri Valadão não conseguiu virar o placar e acabou eliminado. O chileno foi quase perfeito e fez o maior score do round, somando o total de 17,01 dos 20 possíveis.

Na sétima bateria, foi a vez do confronto de Dave Winchester, outro postulante ao título mundial deste ano, contra o capixaba Lucas Nogueira. Luquinhas teve um duro embate contra o aussie, que somava a nota de um 360 aéreo invertido. Mas, ele buscou uma onda fortíssima de ARS, virou o resultado e mandou o ‘gringo’ mais cedo para casa.

Na última disputa do dia, um duelo brasileiro entre o local Dudu Pedra e o capixaba Helliton Loureiro, em uma bateria que parecia definida para o capixaba, Dudu usou todo o conhecimento que tem da praia e encontrou uma potente direita a menos de 5 minutos para o final. Em um grande "close out" ele conseguiu tempo para completar a cavada e atacar o lip com um potente aéreo. Não foi a manobra mais "limpa" da bateria, mas foi o suficiente para conquistar a "virada" e consequentemente a classificação. Assim, mais um brasileiro estará nas quartas de final!

Para os próximos dias o swell deve baixar, causando assim um intervalo na competição até o próximo final de semana, quando uma nova ondulação deve chegar a Itacoatiara para a conclusão da competição.

Os confrontos homem x homem das quartas de final já estão definidos e ficam na seguinte ordem:

Iain Campebell X Amaury Lavernhe
Nicholas Bastos X Eder Luciano
Jeff Hubbard X Alan Muñoz
Lucas Nogueira X Dudu Pedra

Existe a possibilidade de uma final brasileira pelo encaixe das próximas baterias! Compartilhe essas boas noticias com seus amigos e torça pelos atletas brasileiros!

Visual da onda João Zik João Zik Visual da onda Nicholas Bastos Visual da onda Sacha Specker Ben Player Nicholas Bastos Jeff Hubbard Sacha Specker
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Começou hoje o evento principal do Itacoatiara PRO 2013

Postado em 10.06.2013

0 comentários

O circuito GSS teve início hoje em Itacoatiara!
Depois de um dia cheio de competições, que começou com as finais das triagens, os atletas TOP do circuito entraram na água.

Em boas ondas de até 6 pés com formação regular, que quebravam sobre o poderoso beach break brasileiro, os nove atletas felizardos foram definidos para enfrentar a elite do esporte.

Na final, Lucas Nogueira foi o grande vencedor, deixando o Sul Africano Iain Campbell em segundo lugar, o carioca Nicholas Bastos em terceiro e o canário Diego Cabrera em quarto. Completando a lista de classificados, os brasileiros Roberto Bruno, Helliton Loureiro e Lucas Rodigues, Adnane Benslimane do Marrocos e Rui Pereira de Portugal.

O Round 1 do evento principal foi realizado com disputas incríveis e de grande dominação brasileira: Eder Luciano, Lucas Mendonça, Magno Oliveira e Guilherme Tâmega foram os vencedores de suas baterias. Os segundos colocados também conquistam a classificação para o Round 3: Nicholas Bastos, Iain Campbell, Hellinton Loureiro, Ben Player, Brahim Iddouch, Dallas Singer, Lucas Nogueira e Jared Houston.

Para aproveitar as condições, a direção de prova deu início ao Round 2 de repescagem com os atletas terceiro e quarto colocados da fase anterior. Assim, em caráter não eliminatório, estes atletas puderam ter uma nova chance para avançar no evento.

Dudu Pedra venceu a primeira disputa, e Uri Valadão foi o segundo colocado classificado. A segunda bateria foi vencida pelo chileno Alan Muñoz que deixou, em segundo lugar, o local José Otávio.

A terceira bateria foi vencida pelo australiano Dave Winchester e o local Lucas Rodrigues foi o segundo classificado. No último confronto da série, o local João Zik, novo atleta da Classic Fins e Found Boards venceu e deixou a segunda colocação para o cearense Roberto Bruno.

Assim eles se juntam aos classificados do primeiro round para definir os confrontos do Round 3, e a etapa de Itacoatiara do Circuito Mundial GSS "pega fogo"...

Acompanhe o desempenho dos atletas brasileiros e compartilhe essas notícias com seus amigos em sua rede social favorita. Curta e viva o bodyboarding ao máximo!

Visual da onda Lucas Nogueira Lucas Nogueira Bodyboarder Bodyboarder Iain Campbell Visual da onda Visual de Itacoatiara Visual de Itacoatiara
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Eder Luciano, Guilherme Tâmega e Uri Valadão estão nas quartas de final em Arica

Postado em 24.05.2013

0 comentários

Com o evento chegando às finais, o nível dos competidores também eleva-se gradativamente. E para coroar um evento dessa magnitude, o mar cresceu, atingindo o pico do swell, com ondas ainda maiores que ontem. E assim homens foram ao mar para enfrentá-las com mais de 10 pés nos confrontos do Round 4.

Logo na primeira bateria do dia, o Brasil contou com seu primeiro representante na fase de homem x homem. Magno Passos enfrentou o australiano Dave Winchester que é um dos grandes competidores da atualidade. Em uma bateria quase perfeita, Winny fez o maior somatório de todo o round com 17,08 pontos dos 20 possíveis e assim não restou muita coisa a fazer para o representante brasileiro. Parabéns, Magno, por sua participação em Arica, o Brasil fica orgulhoso em lhe ter no rol de seus representantes.

O baiano Uri Valadão, nessa fase, enfrentou o jovem representante canário Diego Cabrera. Uri mostrou maturidade e foi muito eficiente. Conquistou a vitória e a classificação perante um difícil concorrente para estar nas quartas de final.

Guilherme Tâmega foi o terceiro brasileiro a participar do round e, na quarta bateria, ele enfrentou ninguém menos que Jeff Hubbard. Um verdadeiro duelo de titãs, que, felizmente, para a torcida brasileira teve um desfecho verde amarelo! GT "atropelou" o gringo, apontado como o grande favorito ao título da etapa. Tâmega é agora o nome da vez, mas, infelizmente, seu próximo adversário é o baiano Uri Valadão nas quartas de final.

Na última bateria do dia, mais um brasileiro decidiria sua sorte. Contra ele o havaiano Dave Hubbard e o mar, porque as condições de maré mudavam drasticamente. Durante toda a bateria foram apenas três ondas para cada competidor em séries de ondas cada vez maiores, mas menos frequentes e que já não proporcionavam boas condições para tubos ou manobras. A bateria finalizou de forma dramática e emocionante, pois qualquer dos atletas poderia vencer! O ciclone catarina usou toda sua experiência de competidor e venceu a bateria, eliminando o último remanescente do clã Hubbard da competição. E assim Eder Luciano também está classificado para as quartas de final.

Torça, curta e compartilhe as novidades sobre esta épica competição mundial em Arica, e mostre o orgulho de ser um bodyboarder brasileiro!

Eder Luciano Visual da onda Jacob Romero Quartas de final
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Eder, Magno, Uri e GT estão classificados para o Round 4 do Arica Chilean Challenge

Postado em 23.05.2013

0 comentários

"So BIG" é a melhor definição para as condições de El Gringo nesta quinta feira. Um dos lugares com maior constância de ondas não é para qualquer humano, mas é exatamente nesse ponto que chegamos: será que os competidores IBA podem ser considerados humanos? Essa pergunta foi respondida pela elite do esporte.

Hoje, todos os limites foram extrapolados, seja em tamanho de ondas surfadas em competição, seja na projeção das manobras executadas e até mesmo na profundidade dos tubos que os atletas fizeram durante o segundo e terceiro round.

Round 2
O segundo round começou com a segunda bateria e o brasileiro Sergio Luis a buscar a classificação para a terceira fase. Amaury Lavernhe venceu a disputa e apesar da próxima pontuação entre os demais competidores, Sergio finalizou em quarto.

Roberto Bruno participou da terceira disputa e conquistou a classificação ao ficar em segundo na bateria vencida por Jake Stone. Uri Valadão também tinha a dura missão ao enfrentar grandes nomes do esporte, mas também conquistou a vaga para a terceira fase junto com Ryan Hardy que ficou com a primeira colocação da bateria.

Round 3
Roberto Bruno já participou da primeira bateria da fase, mas não encontrou as melhores ondas e acabou eliminado frente ao australiano Dave Winchester e o havaiano Jacob Romero.

O capixaba Magno Passos mostrou ser um "super humano" ao voltar de um el rolo completamente suicida para a perigosa esquerda de "El Gringo". Tamanha coragem lhe rendeu a segunda colocação na bateria, vencida pelo francês Amaury Lavernhe, para avançar ao Round 4.

Depois foi a vez de dois brasileiros competirem juntos, Guilherme Tâmega e Uri Valadão enfrentaram o jovem talento sul africano Jared Houston em uma bateria emocionante. Uri assumiu a ponta desde o início, surfando com muita maturidade em condições totalmente extremas e alcançou a vitória. GT lutou com muita bravura e a classificação veio depois de um ARS gigante que o levou ao segundo lugar e garantiu uma "dobradinha" brasileira nessa bateria.

Na sétima bateria do round, novamente outra dupla brasileira lutava para manter-se em prova. Dessa vez, Eder Luciano e Israel Salas enfrentaram o francês Pierre Louis Costes, que, com uma "ajuda" amiga, conseguiu a primeira colocação com uma pontuação bastante questionada. A onda era realmente impressionante e a manobra foi ainda mais. Ele projetou um forte el rolo, mas ao aterrissar, a esquerda gigantesca "engoliu" o atleta na seção de tubo que ele não saiu. Definitivamente, não foi uma manobra completa, mas foi bastante pontuada pelos juízes. Alheio à qualquer polêmica, Eder Luciano fez seu "dever de casa" e conseguiu duas boas direitas que lhe possibilitaram a classificação em segundo lugar. Infelizmente, Israel Salas acabou eliminado na terceira colocação, mas mesmo assim conquistou um grande resultado.

Devido ao tradicional vento, a direção de prova obrigou-se a paralisar o terceiro round antes da oitava e última bateria que vai abrir o próximo dia de competições.

Parabéns aos brasileiros que já são maioria entre os 16 finalistas do Round 4 homem x homem: Magno Oliveira, Guilherme Tamega, Uri Valadão e Eder Luciano!

Eder Luciano Visual da onda Dave Winchester Jeff Hubbard Jeff Hubbard Bodyboarder
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Brasileiros estão classificados no Arica Chilean Challenge

Postado em 22.05.2013

0 comentários

O evento principal começou hoje em condições típicas de El Gringo. Apesar de não ter atingido o tamanho previsto, o mar apresentou ondas variando entre 4 e 8 pés, com a tradicional perfeição e potência do mais temido pico da América do Sul!

O primeiro competidor brasileiro a entrar no mar foi o carioca Sergio Luis para enfrentar Dave Winchester, Sacha Specker e Renato Arellano logo na primeira bateria do dia. Ele não teve boa sorte na seleção de ondas e acabou na quarta colocação e por isso precisará competir o Round 2, eliminatório, para continuar na prova.

O lendário Guilherme Tâmega conquistou a segunda colocação da segunda bateria do dia e com esse resultado ele avançou diretamente ao Round 3, garantindo uma posição de "conforto" ao escapar do temido round 2. Outro competidor brasileiro nessa bateria foi o baiano Israel Salas que não teve o mesmo desempenho dos trials e acabou na quarta colocação da bateria, classificando-se apenas para o segundo round.

O atleta da equipe Classic Fins, o capixaba Magno Passos, entrou na terceira bateria. E, em outra otima exibição, ele também se classificou em segundo como Tâmega, avançando para o terceiro round.

O top brasileiro Uri Valadão participou da quinta bateria, que foi brilhantemente vencida por Ben Player. O australiano saiu magicamente de um tubo incrível para a esquerda. O baiano voador não teve muita sorte no posicionamento, buscando as direitas que não pontuaram muito e acabou na quarta colocação.

Na sexta bateria, dois competidores brasileiros enfrentaram a lenda Mike Stewart, que comemorou os seus 50 anos fazendo um tubo kamikaze por toda a rasa bancada. Os amigos Eder Luciano e Roberto Bruno lutaram pelo segundo posto, já que Mike conseguia um 9,38. O ciclone catarina optou pelas direitas e acabou achando duas boas ondas. Na primeira, fez dois bons rolos. Na segunda, um grande el rolo no outside, conectando uma sequência de manobras para garantir a segunda colocação e a vantagem de escapar do Round 2. Já Roberto Bruno não teve a mesma eficiência e ficou com a quarta colocação.

Aproveitando as condições de mar, a direção técnica optou por iniciar a segunda fase. Na primeira bateria estava o brasileiro Israel Salas que lutava para continuar na prova. Felizmente tudo correu bem para ele ao conquistar a segunda colocação. Quando o tradicional vento do meio dia entrou, o round foi interrompido.

Assim, o evento continua amanhã com o primeiro check in marcado para às 7h (horário local). Sergio Luis está na segunda bateria contra Amaury Lavernhe, Diego Cabrera e Babbe Quiñoñes. Roberto Bruno enfrenta Alan Espinoza, Jake Stone e Alberto Colucci na terceira bateria. E Uri Valadão enfrentará Lachlan Cramsie, Matias Dias e Ryan Hardy.



 

Mike Stewart Eder Luciano El Gringo João Zik El Gringo Bodyboarder Resultados Round 1
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe
TV B2BR
mais videos

B2BR