BLOG

Uma tarde com Ben Player

Postado em 20.01.2012

0 comentários

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Jason Finlay vence nas Canárias e Pierre Louis Costes é campeão mundial de Bodyboarding

Postado em 13.12.2011

0 comentários

O jovem francês Pierre Louis Costes se consagra campeão mundial de Bodyboarding em 2011!

Ao conquistar a vitória nas quartas de final, classificando-se para a semi, o prodígio atingiu o objetivo que muitos especialistas já indicavam. Quem acompanhou PLC desde muito pequeno, já poderia afirmar que ele seria campeão do mundo, bastava somente chegar a hora certa. Afinal ele, desde pequeno, já se mostrava muito habilidoso e recebeu investimento para aperfeiçoar suas técnicas. A hora chegou e estamos diante do resultado!

Em um dia de muita expectativa, o mar amanheceu com a ondulação errada para o pico. As ondas quebravam sobre a bancada exposta de pedras, impossibilitando a realização do evento com segurança. Porém, os oito finalistas são atletas fora do "normal" e assumiram os riscos de competir em tais condições. A organização queria adiar o evento, mas os atletas não aceitaram postergar o inevitável: nesse dia seria escolhido o novo campeão!

A primeira bateria foi para a água, mostrando que seria possível surfar El Frontón naquelas condições.  O surpreendente "novato" australiano Jason Finlay foi o escolhido para provar que os bodyboarders seriam capazes de domar a fera! Em sua primeira onda, um tubo incrível, sobre o reef todo exposto. Em outra onda, um aéreo limpo, segurando todo o impacto da onda. Resultado: 13 pontos em condições muito difíceis. Seu conterrâneo Dallas Singer não encontrou as mesmas ondas e acabou eliminado com um score muito baixo. Jason chega a sua primeira semifinal em um evento Grand Slam!

A segunda disputa provou, definitivamente, que as condições eram as melhores possíveis para escolher o melhor bodyboarder de 2011! Amaury Laverhne contra Andrew Lester na mais disputada bateria desta fase. Apenas sessenta e cindo décimos (0,65) separaram os dois atletas. Tubos extremamente pesados de ambos e um aéreo absurdo de Amaury dividiram a opinião de todos os que acompanharam essa bateria. Mas a sorte foi um dos fatores que pesou no resultado. Andrew encontrou as maiores ondas que lhe garantiram o acesso à primeira semifinal junto ao conterrâneo Finlay.

Na terceira bateria das quartas, o último representante brasileiro na competição: Uri Valadão enfrentou Mitch Rawlins. Infelizmente, as ondas não abriram para que o bahiano pudesse reagir frente a um dos mais espetaculares atletas da atualidade! Mitch encontrou um excelente tubo nota 9!

A última bateria do round era a mais esperada do ano, pois definiria o título mundial. Se PLC vencesse, seria coroado o campeão, por isso muito nervosismo fora d'água.

Porém, ele se manteve focado e não deu chances para o sul africano Jarred Houston tirar sua conquista! PLC domina o mundo do Bodyboarding confirmando seu destino ao conquistar uma nota 9 em um tubo muito profundo! Assim também está formada a segunda bateria das semifinais entre PLC e Mitch Rawlins.


Semi Finais
Depois de toda a festa pelo título mundial, as atenções se voltaram novamente para a competição, pois, de fato, o título do ano estava definido, mas ainda havia o da mais impressionante competição!
Na primeira bateria, ondas gigantes quebravam totalmente sem água no reef de El Frontón.

Jason Finlay, usou todo seu talento e superou outro adversário que vinha desde o evento classificatório, Andrew Lester. Ele venceu as triagens, entrou no evento principal, contrariando todos os prognósticos e chegou até a semifinal. Jason Finlay teve que surfar muito para superar Lester! Mas, o surpreendente desconhecido venceu e colocou o nome no histórico evento nas Canárias!

A segunda semifinal, entre PLC e Mitch Rawlins, foi um pouco "morna", se comparada às anteriores. Pierre havia conseguido seu principal objetivo e por isso não foi uma grande barreira para o australiano. Em uma bateria com muitas emoções e poucas ondas, PLC é eliminado e Rawlins avança para a grande final de El Frontón.


Final
A grande final foi disputada entre dois grandes bodyboarders australianos. Inesperada, pois poucos poderiam imaginar que algum deles pudesse chegar à final com tantas expectativas sobre os atletas favoritos ao título. Mas ambos atletas são merecedores deste resultado!

Mitch iniciou melhor com um bom tubo. Ele tentou sua segunda nota em uma das maiores ondas do campeonato, mas uma massa de água com, no mínimo, 12 pés amassou ele na bancada e por muita sorte nada aconteceu! Ele saiu ileso dessa onda brutal, mas Finlay aproveitou para virar o resultado que antes parecia impossível.

Depois de duas ondas mágicas, ele venceu o primeiro evento GSS em sua carreira! Que grande estréia para o novo componente do team NMD. Entrou para a equipe e logo venceu a mais importante etapa do calendário!


Os atletas classificados para os eventos Grand Slam Series de 2012 são: 

1) Pierre Louis Costes-França
2) Jeff Hubbard-Hawaii
3) Ryan Hardy-Austrália
4) Amaury Lavernhe-Ilhas Reunião
5) Uri Valadao-Brasil
6) Guilherme Tamega-Brasil
7) Dave Winchester-Austrália
8) Magno Oliveira-Brasil
9) Mark McCarthy-África do Sul
10) Jared Houston-África do Sul
11) Dallas Singer-Austrália
12) Jake Stone-Austrália
13) Ben Player-Austrália
14) Dave Hubbard-Hawaii
15) Eder Luciano-Brasil
16) Michael Novy-Austrália
17) Alex Uranga-Espanha
18) Andrew Lester-Austrália
19) Chase O'Leary-Austrália
20) Sam Bennett-Austrália
21) Mitch Rawlins-Austrália
22) Yeray Martinez-Ilhas Canárias
23) Roberto Bruno-Brasil
24) Thomas Rigby-Austrália


Condições de El Fronton na manhã desta terça feira Pierre Louis Costes Jason Finlay Amaury Laverhne Andrew Lester Jason Finlay Jason Finlay Jason Finlay Jason Finlay Mitch Rawlins Mitch Rawlins Pierre Louis Costes Pierre Louis Costes Pierre Louis Costes Pierre Louis Costes Pierre Louis Costes Pierre Louis Costes Quadro de resultados
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Segunda feira de muita competição em El Fronton

Postado em 12.12.2011

0 comentários



Mais um dia cheio de emoções durante as oitavas de final do NMD Fronton Pro nas Ilhas Canárias. Surpresas e expectativas para a decisão do título nesta etapa, realizada em uma das mais espetaculares, temidas e respeitadas ondas do mundo!

Logo na primeira bateria do dia, a mais inesperada eliminação do líder: Jeff Hubbard foi superado pelo até então desconhecido convidado especial “wildcard” da NMD, o australiano Jason Finlay. O novato superou o favorito com uma pequena margem e o título passou a ser disputado entre Ryan Hardy e Pierre Louis Costes.

A segunda bateria das oitavas de final também surpreendeu quanto ao seu resultado. Ben Player e Dallas Singer são grandes amigos e companheiros da equipe Dunnes. Surpreendentemente, Ben Player fez uma bateria muito aquém do esperado e acabou eliminado por combinação pelo conterrâneo Dallas. A natureza é imprevisível e o fator sorte é muito determinante numa onda como "El Fronton". Dallas avança e enfrenta Jason Finlay na primeira bateria das quartas de final.

Na terceira, tudo indicava outro resultado diferenciado. Dessa vez, o atual campeão do mundo enfrentava o venezuelano trialista, Sergio Alonzo. No final da bateria, Amaury encontrou uma única esquerda que lhe ofereceu um tubo e uma curva para a execução de um invertido aéreo na junção que ele finalizou sobre a rasa e afiada bancada. Ao sair da água, ele parecia sentir algum incômodo no ombro, mas o que todos esperam é que ele se recupere para a próxima fase.

No quarto embate, Dave Winchester foi surpreendido por Andrew Lester em mais um duelo aussie. Contrariando a todas as apostas, Lester derrotou Winny com um fortíssimo “el rolo” que lhe colocou na segunda bateria das quartas de final contra Amaury Laverhne.

A sorte não sorriu para outro candidato ao título mundial, Ryan Hardy, que competiu contra o conterrâneo Mitch Rawlins na quinta bateria, em outro confronto caseiro das oitavas de final. Hardy perdeu um dos pés de pato logo na primeira onda. El Fronton é, definitivamente, uma onda que oferece um grau extremo de dificuldade a qualquer competidor. Entrar e sair pelas cortantes pedras do seu reef, faz a reposição de um equipamento uma tarefa complicada e demorada. Com o tempo contra ele e um adversário como Mitch, ele ficou frente a uma difícil situação que fez ele se despedir do título.

Na sexta bateria da fase, o primeiro representante brasileiro entrou na água. Uri Valadão enfrentou o local Diego Cabrera e surfou muito bem. Executou ARSs muito limpos e conquistou 7,5 pontos em um tubo na sua última onda para vencer o canário. Uri se classificou para as quartas de final e enfrentará o australiano Mitch Rawlins na terceira bateria das quartas de final.

A sétima bateria foi a mais polêmica da competição. Nela, Pierre Louis Costes enfrentou um dos “pesadelos” da competição, o local Elliot Morales. PLC iniciou a bateria muito bem, mostrando porque é um dos que diretamente disputam o título. Ele encontrou boas ondas e assumiu a liderança, deixando toda a responsabilidade de virar o resultado para Eliot. Tal fato parecia muito distante e praticamente impossível!

Para enlouquecer a torcida local nos últimos momentos da bateria, Eliot encontrou uma das melhores ondas que quebraram em El Fronton nessa competição. Ele dropou dentro do tubo, passou por mais de uma seção da onda para sair somente lá no final. Porém, os juízes entenderam que esta onda não superaria a pontuação e isso gerou centenas de comentários em redes sociais. Alheio a polêmicas, Pierre conquistou a vitória e, se passar a próxima bateria, é o novo campeão mundial.

Na última bateria do round e desta segunda feira, Eder Luciano enfrentou o show man Jared Houston. Logo no início, o sul africano encontrou boas ondas e assumiu a liderança. Eder tentou reverter a vantagem que Jared havia conquistado, mas outra boa onda acabou apontando para o sul africano. Ele desferiu o golpe fatal contra Eder em um 360 aéreo para conquistar 9 pontos!

Jared vai enfrentar Pierre na última bateria das quartas de final. Se o francês vencer, ele será o novo campeão do mundo. Se ele perder, Jeff Hubbard conquista o título.

Terça feira será o último dia de competição do NMD Fronton Pro 2011!


Eliot Morales Dallas Singer Diego Cabrera Jeff Hubbard e Jason Finlay Pierre Louis Costes Ryan Hardy Uri Valadão
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

El Fronton em espera

Postado em 09.12.2011

0 comentários



A organização da prova decidiu por deixar o evento em espera por melhores condições, previstas para segunda e terça feira.

De qualquer forma, amanhã, os atletas novamente reúnem-se às 8h da manhã (6h em Brasília) para verificarem as condições do dia.




Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Os 16 atletas estão definidos para as oitavas em El Frontón

Postado em 08.12.2011

0 comentários

Round 2
Logo na primeira bateria do segundo round, o bahiano voador Uri Valadão venceu a disputa com uma boa diferença de pontuação, deixando o australiano Andrew Lester em segundo, em terceiro, o português Silvano Lourenço e, em quarto, Dallas Singer da Austrália.

Na segunda, dois brasileiros: Guilherme Tâmega e Eder Luciano. Porém o grande vencedor foi o português Gastão Entrudo com um extenso tubo para a direita. A segunda posição acabou com Eder Luciano que encontrou uma ótima onda de ARS. GT ficou em terceiro e o local Airam Cabrera, em quarto.

Diego Cabrera - Ibaworldtour.com

A terceira bateria foi uma disputa entre dois locais, Diego Cabrera e Nelson Mora contra o atual campeão do mundo Amaury Laverhne e o australiano Joe Clarke. Diego "el nino" Cabrera aproveitou a vantagem de ser local para vencer. Amaury foi segundo. Joe, terceiro e Nelson Mora foi quarto.

No quarto embate, Jeff Hubbard fez o dever de casa e venceu com o melhor score até o momento. Em segundo e surfando tanto quanto Hubb ficou o sul africano Jared Houston. Em terceiro, o jovem venezuelano Sergio Alonzo e, em quarto, o local Genesis Reyes.

O quinto heat foi vencido pelo surpreendente freesurfer da equipe NMD, Jason Finlay. Pierre Louis Costes finalizou em segundo, deixando, em terceiro, o local Yeray Martinez e, em quarto, o australiano Jake Stone.

Na sexta bateria, Ryan Hardy deu o "fatality" nas pretensões de Mike Stewart continuar no Circuito GSS em 2012. Ryan venceu com a melhor onda do dia, deixando Mitch Rawlins em segundo e o português Hugo Pinheiro, em terceiro. Mike acabou em quarto lugar e sem chances de permanecer na elite do esporte.

O sétimo confronto foi novamente em ritmo de adeus, mas desta vez para o australiano Michael Novy, que acabou na quarta colocação. Em terceiro, o capixaba Magno Oliveira que buscava a recuperação no leader board. Quem venceu a bateria foi o australiano Thomas Rigby e, em segundo, o local Kevin Orihuela.

A última bateria da segunda fase foi um duelo entre Austrália e Espanha. Dave Winchester e Ben  Player contra Eliot Morales e Guillermo Cobo. Em uma das baterias mais disputadas da fase, Dave Winchester venceu de ponta a ponta com uma atuação de "gala". Em segundo, o surpreendente Elliot Morales que dispara no leaderboard com este bom resultado. Em terceiro, Ben Player e pouca coisa atrás na pontuação dele o talentoso Guillermo Cobo.

Round 3
O terceiro round é decisivo para a disputa no leaderboard, pois somente os 16 melhores atletas se classificarão para as oitavas de final do evento mais esperado do ano!

A primeira bateria não foi nada boa para o Brasil. Guilherme Tâmega mantinha chances de  ser campeão mundial mas acabou em terceiro e assim eliminado do evento. Em primeiro lugar, o surpreendente Andrew Lester que se classificou para os atletas da elite GSS. Em segundo, seu conterrâneo Jake Stone e, em quarto, o local Genesis Reyes.

Na segunda, Uri Valadão tentou melhorar sua pontuação, mas o Venezuelano Sergio Alonzo venceu, deixando o veterano Mike Stewart em segundo. Uri foi terceiro e o quarto colocado nessa bateria foi o local Nelson Mora.

O francês Amaury Laverhne venceu a terceira bateria, deixando em segundo o australiano Michael Novy e os portugueses Hugo Pinheiro e Gastão Entrudo respectivamente em terceiro e quarto lugares.

A quarta bateria foi surpreendente, uma disputa incrível entre os campeões mundiais Ben Player e Jeff Hubbard. Aéreos, backflips e manobras aéreas para todos os lados como em um vídeo de bodyboarding, e não uma competição.  Ben Player conquistou a vitória contra Jeff Hubbard na bateria mais emocionante e espetacular do campeonato até o momento! Em terceiro lugar, Kevin Orihuela e, em quarto, Joe Clarke.



O quinto heat da fase foi também de altíssimo nível, outro espetáculo transmitido para todo o mundo! Dallas Singer executou fortíssimos aéreos e venceu. Em segundo lugar, Pierre Louis Costes com bons backflips e aéreos bem limpos. Em terceiro, o local Airam Cabrera e, em quarto lugar, o aussie Thomas Rigby.

Na sexta bateria mais um representante brasileiro: Eder Luciano entrou no mar para fazer sua terceira apresentação. Dessa vez, contra três dos melhores australianos da atualidade: Dave Winchester, Mtich Rawlins e Jason Finlay. Eder abriu a bateria com uma boa onda, mas talvez não tão bem pontuada. Mitch Rawlins encontrou boas ondas e venceu a bateria deixando a disputa pela segunda colocação entre Eder e Winny. Eder fez sua última tentativa no último minuto com um bom aéreo, mas sua nota foi de apenas cinco pontos. Assim, Dave Winchester acabou em segundo, Eder, em terceiro e, em quarto, Jason Finlay.

<a href='http://www.b2brshop.com.br/galeria.php?n=ryan-hardy&categoria=82' target='_blank'>Ryan Hardy</a> - Ibaworldtour.com

Na sétima bateria, o líder venceu sua terceira consecutiva. Ryan Hardy continua vivo na disputa pelo título mundial, conquistando high score do round. Uma nota 10, somando 17,5 pontos de 20 possíveis.  Em segundo lugar, Diego Cabrera e, em terceiro, Guilhermo Cobo. Em quarto lugar ficou o português Silvano Lourenço.

No último heat da fase, Maguinho era o último representante do Brasil. Ele acabou na quarta colocação, eliminado do evento. Yeray Martinez venceu, Jared Houston foi segundo e Eliot Morales, terceiro.

Assim, os 16 primeiros atletas do leaderboard avançam para as oitavas de final homem x homem. Estas são as próximas disputas:

Dallas Singer Jeff Hubbard Mitch Rawlins Diego Cabrera Eliot Morales Jeff Hubbard Mike Stewart Pierre Louis Costes Jeff Hubbard Visual do evento Ryan Hardy Sergio Alonso Pierre Louis Costes Visual do evento
Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe
TV B2BR
mais videos

B2BR