BLOG

B2BR NMD House

Postado em 01.04.2008

2 comentários

Durante todos os dias do campeonato, a B2BR NMD House esteve de portas abertas para receber os amigos e clientes.

A B2BR apresentou lançamentos em pranchas de bodyboard, equipamentos e wetsuits para o público que visitou a casa.

Uma grande variedade de pranchas de bodyboard jamais vista em uma loja comum, com modelos Eder Luciano, Neymara Carvalho, Desiree Kinashi, Rodrigo Monti e Felipe Perusin e também os modelos NMD com destaque para o pro model do bi-campeão mundial Ben Player.

Uma completa linha de roupas de borracha desenvolvida especialmente para bodyboarding com diferenciais de modelagem e grips de braço e pernas para drop knee. Bermuda, short cavado, short com manga longa, long semi flex, long total flex e também maiô manga longa para as meninas. Além da linha de equipamentos como capa de tecido, capa de viagem, leash, fin saver e parafina.

Durante 2 horários, os atletas estiveram disponíveis para autógrafos. Neymara falou sobre o seu shape que foi desenvolvido especialmente para crianças e adolescentes.

Ben atendeu a todos os seus fãs, inclusive dando muitas dicas de manobras para a molecada que prestou atenção em cada detalhe do campeão.

Confira a galeria de fotos

Comente
2 comentários Comente agora!
Compartilhe

Uri Valadão: o imbatível!

Postado em 01.04.2008

0 comentários

Depois de alguns dias de competição, Uri Valadão mostrou que seu favoritismo não é por acaso! Depois de vencer a última etapa de 2007 nas Canárias e obter o vice-campeonato em Pipeline na primeira etapa de 2008, o baiano voador conquistou a vitória em Itajaí/SC e dispara na liderança do circuito mundial.

A dobradinha brasileira se completou com o vice do catarinense Luis Gustavo Villar, que até a final tinha superado todos os adversários, inclusive o bi-campeão mundial Ben Player em uma emocionante bateria nas quartas de final.

Falando em presenças estrangeiras, o campeonato foi brindado com a presença de grandes nomes do circuito mundial como os canários: Richard Diaz,Yeray Martinez, Ardiel Jimenez, Pablo Serrano. Os portugueses: Hugo Pinheiro, Manuel Centeno, Gastão Entrudo, Silvano Lourenço, Miguel Pratas, Rui Barreira, Rita Pires, Catarina Sousa e Marta Fernandes. Da Espanha vieram nossos grandes amigos Ruben Ubeda (El Pinchu) e Beñat Elosua; da Argentina, Emiliano Tabaré; do Uruguai, Diego Furiatti; do Chile, Eduardo Carpinelo; da França vieram os amigos Pierre Louis Costes e Amaury Lavernhe; as japonesas Chiaki Okuyama e Ayako Haide.

Não foi o campeonato mais internacional de todos da IBA, devido aos grandes custos de viagens para a América do Sul, principalmente para o sul do Brasil, mas foi um evento muito vantajoso para os brasileiros receberem um pouco de informação e manter intercâmbio com os estrangeiros. Falando neles, essa competição não foi a melhor para os "gringos"; o melhor classificado foi o francês Amaury Lavernhe, que chegou até as semi-finais conquistando um honroso 3˚ lugar.

No feminino, a grande surpresa da competição foi a vitória da gaúcha Joselaine Amorim, que superou Naara Caroline na final. A tri-campeã mundial Neymara Carvalho foi eliminada por Naara na semi final, e conquistou assim o 3˚ lugar nesta importante etapa do feminino.

Parabenizamos a família Mello, em especial ao Renato Mello e a Cristiane Fontoura, que não mediram esforços para viabilizar essa etapa do mundial no Brasil. Parabéns amigos!!! Tenho a certeza de que nossa amiga Katherine foi muito bem homenageada e com certeza ela enviou boas vibrações para que o evento fosse esse grande sucesso!

Confira a galeria de fotos

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Paulo Barcelos é o grande campeão do Pipeline PRO 2008

Postado em 23.02.2008

47 comentários

A grande final do Pipeline PRO 2008 foi composta por Hugo Pinheiro (Portugal), Jeff Hubbard (Hawaii) e pelos brasileiros Paulo Barcelos e Uri Valadão.

Para dificuldade do atletas, as condições de mar pioram muito, mas mesmo assim não estragaram o espetáculo!

Tudo indicava uma vitória fácil de Hubb, mas durante a bateria, Uri esboçou uma reação e assumiu a liderança. Depois de alguns minutos, Barcelos mostrou que ele conhece muito bem Pipeline, tirando duas grandes notas e assim assumindo a liderança da bateria, seguido por Uri no segundo posto! Para a infelicidade da nação brasileira que torcia pela dobradinha, Jeff se recuperou e garantiu a segunda colocação, sendo Uri o terceiro e Hugo o quarto.


Comente
47 comentários Comente agora!
Compartilhe

Dia decisivo em Pipeline

Postado em 22.02.2008

0 comentários

Round 7
O primeiro brasileiro a entrar no mar foi o carioca Paulo Barcelos, que mostrou que quem é rei nunca perde a majestade e superou seus adversários, carimbando o passaporte a próxima fase!
Na quarta bateria, o Dr. Stephan Stann utilizou sua experiência em Pipe e passou sua bateria junto com o português Jaime Jesus.
Guilherme Tâmega e Kainoa McGee travaram um velho duelo no outside de Pipe junto com o português Gastão Entrudo na 7ª bateria. Kainoa se deu bem e conquistou a vitória. Ganhar a bateria não é fundamental, o importante é passar a próxima fase! É o que diria Erisberto Abrantes que veio construindo um campeonato com atuações sólidas e convincentes em Pipe, mas, infelizmente, teve que deixar o sonho desta final para uma próxima ocasião. Parabéns Erisberto!

Round 8
O australiano Ben Player, atual bi campeão mundial faz uma estréia brilhante, mostrando que quer abocanhar o tri-campeonato mundial consecutivo em 2008. Mandou logo uma média de 18.94 dos 20.00 possíveis!

Os brasileiros Stephan Stann e Paulo Barcelos caíram juntos na água, mas somente Paulo impôs seu ritmo e passou a bateria em 2˚ lugar junto com português Hugo Pinheiro que avançou em 1˚.
Na quarta Bateria foi a vez de Magno de Oliveira, mas ele não encontrou boas ondas e não conseguiu avançar para as quartas de final.
Na 7ª bateria, Uri Valadão, vice-campeão mundial de 2007 e melhor brasileiro no circuito, entrou inspirado e mostrou porque foi tão longe em 2007, avançando para a próxima fase e, em 2˚ lugar junto com Kainoa McGee em primeiro.
Na 8ª e última bateria da fase, o catarinense Luis Villar surfou muito bem e conquistou uma expressiva vitória diante seu ídolo, o Carioca Guilherme Tâmega que conquistou o segundo lugar, fechando a dobradinha brasileira!

Quartas de Final
O carioca Paulo Barcelos obteve a segunda colocação junto com o jovem francês Pierre Louis Costes que venceu a 2ª bateria e juntos se classificaram para a semifinal.
Depois foi a vez de GT enfrentar uma bateria duríssima contra o mesmo Kainoa e a novidade australiana Michael Novy. GT mostrou que o afastamento não lhe tirou a capacidade competitiva e assumiu o 1˚ lugar desde o início da disputa, superando com facilidade os adversários e passando para a semifinal!
Depois foi a vez de Luis Villar e Uri Valadão enfrentarem Jeff Hubbard e André Botha em uma das mais equilibradas baterias da competição! Jeff e Uri carimbaram o passaporte para a próxima fase.

Semifinal
A primeira semifinal foi a de Paulo Barcelos, contra o português Hugo Pinheiro, o francês Pierre Louis Costes e o australiano Ben Player. Para alegria da família Portugal/Brasil, a turma que falava português superou seus tradicionais adversários e conseguiu a tão sonhada classificação a final em uma emocionante bateria vencida pelo atleta da Costa da Caparica Hugo Pinheiro e em segundo lugar o campeão mundial Paulo Barcelos!
Na segunda, tivemos uma verdadeira final antecipada! Guilherme Tâmega, Uri Valadão, Jeff Hubbart e Michael Novy em um duelo de titãs onde os brasileiros iniciaram em um ritmo incrível, assumindo a liderança da bateria.
Jeff foi aos poucos somando pontos até alcançar a somatória necessária para a final, enquanto isso GT e Uri decidiam quem ganhava a bateria: o mestre ou o pupilo?
Nos últimos segundos, Jeff tirou da manga uma nota 10 e com isso assumiu a liderança da bateria e garantiu sua vaga na final! Com isso Uri e GT ficaram empatados em 2˚ lugar. O critério de desempate levou Uri com a 3ª nota mais alta a tão sonhada vaga na final de Pipeline!

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe

Segundo dia de disputas em Pipeline

Postado em 20.02.2008

0 comentários

Round 5
Outros grandes ícones do esporte marcaram sua presença neste quinto round. O australiano Mitch Rawlins foi o primeiro a mostrar seu talento logo na primeira bateria, vencendo e convencendo a todos que assistiram sua performance.
Felipe Perusin enfrentou novamente o bi-campeão mundial André Botha na 5ª bateria, ele não venceu, mas avançou em 2º lugar para a 6ª fase!
Na 6ª bateria, o Brasil sofreu mais uma baixa. O carioca Hermano Castro surfou bem, mas não conseguiu superar seus adversários e acabou na 3ª colocação, finalizando a prova em 65º lugar, somando 327 pontos para o ranking.
Na 7ª bateria, Erisberto Abrantes continua mostrando o mesmo desempenho e carimba o passaporte para o round 6!
A grande surpresa dessa fase foi a eliminação do porto-riquenho, Rubens "Babe" Quinhones, que já fez inúmeras finais em Pipe.

Round 6
A chapa esquenta e as baixas dos grandes nomes começam a aparecer! A grande lenda australiana Ryan Hardy e o hawaiano Spencer Skiper deixaram o evento logo na segunda bateria e outro grande nome que também dá adeus à competição é o australiano Alex Butin.
Felipe Perusin, um dos destaques, despediu-se do evento em 3º lugar, em uma bateria que o canário Ruyman Rey virou na última onda com um 7 pontos.
Essa fase também foi marcada pela volta do carioca Guilherme Tâmega que depois de 1 ano afastado do tour, mostrou porque é apontado por muitos como o melhor de todos os tempos! GT mostrou que nem a idade lhe atinge e somou 2 notas 7 e 7,5, avançando de fase em busca da vitória.
Na última bateria, o capixaba Erisberto Abrantes conquistou mais um resultado importante e se classificou a próxima fase com mais uma vitória expressiva!

Comente
0 comentários Comente agora!
Compartilhe
TV B2BR
mais videos

B2BR