BLOG

Sbado de muita ao em Sopelana - IIa parte

Postado em 21.08.2010

1 coment�rios

No final da tarde, as disputas voltaram para a água. Como o sol se põe cerca de 21h, foram realizadas as oito baterias da quinta fase tranquilamente.

Na primeira bateria, o canário Yeray Martinez superou o australiano Dalas Singer com muita facilidade para conquistar seu melhor resultado no ano até agora.

Na segunda, o veterano português Rui Ferreira usou todo seu conhecimento local de Sopelana para superar o super star australiano Dave Winchester, mostrando que a zebra continuava solta para aumentar o drama dos pretendentes ao título deste ano...menos um favorito na parada.

Na terceira bateria, um exemplo de superação. Até os 5 minutos finais, Beñat Elosua vinha em primeiro, eliminando Dave Hubbard. Mas, o havaiano conseguiu uma boa onda, diminuindo a vantagem do espanhol e, nos últimos segundos, ele conseguiu uma virada incrível, conquistando a classificação!

O brasileiro Uri Valadão competiu na quarta bateria contra o canário Diego Cabrera, um velho duelo de dois jovens talentos da nova geração. Diego e Uri são extremamente jovens e talentosos, mas se conhecem de longa data em competições internacionais. Por isso, uma bateria entre os dois é sinonimo de combate até o final! E foi exatamente isso que vimos hoje em Sopelana. Uri dominou a bateria, mas, na contagem regressiva, ambos remaram na mesma onda. O canário tinha a prioridade da onda para a direita, mas Uri remou junto com Diego e o resultado foi uma interferência do brasileiro e a conseqüente a eliminação de uma maneira esquisita...

Felizmente, na quinta bateria, Guilherme Tamega não deu chances para o australiano Ben player em outro tradicional duelo de campeões mundiais. GT é o primeiro brasileiro a se classificar para as quartas de final.

Na sexta bateria, tivemos um duelo de locais para delírio dos organizadores da prova! Quem levou a melhor foi Aritz Larrinaga sobre Alex Uranga.

A sétima bateria foi um verdadeiro show do jovem francês Pierre Louis Costes frente ao colega de equipe Ryan Hardy, que acabou de conquistar o título de Shark Island. Mas como Sopelana está longe de ser Shark, Pierre não tomou conhecimento e mandou o aussie de “kombi” (combinação de notas) para casa. Em três ondas surfadas, Pierre fez a maior nota e o maior somatório da competição com 9,75, 8,50 que entraram para o seu somatório final e ele ainda tinha 7,00 pontos como a terceira nota.

Eder Luciano concluiu o dia de competição em uma bateria emocionante contra o hawaiano Jacob Romero. O Ciclone Catarina abriu a bateria com uma ótima onda 8,5 e finalizou a bateria com uma onda 7,25. Ele e Pierre se enfrentarão nas quartas de final.

Não sei que tipo de acordo fez o eder luciano com neptuno. É que ele até é um gajo alto, tem algum peso, no entanto surfa ondas de 20cm com uma fluidez e naturalidade que não são humanas. O que ele faz ninguém pode almejar a fazer o mesmo. Já não é bodyboard é ederboard. No último heat fez todos os adversários parecerem que surfavam com uma pedra as costas. Isso não se faz. Lembro-me de maradona a desesperar os defesas contrários com o seu corridinho. Só parava se o agarrassem e não deve faltar quem tenha vontade de fazer o mesmo ao eder em sopelana. Ele vive um desses momentos, quer ganhe ou não.” – do blog português Palavras de Sal

Quartas de final
1. Yeray Martinez X Rui Ferreira
2. Dave Hubbard X Diego Cabrera
3. Guilherme Tâmega X Aritz Larrinaga
4. Pierre Louis Costes X Eder Luciano

Comente
1 coment�rios Comente agora!
Compartilhe

1 COMENT�RIOS

fernandinho chiquin comenta:

dale morssa capricha no tal EDERBOARD por que a batera contra o pierre vai ser foda hein abraco vo acorda de madru entao ve se ganha essa parada hein pangare falows e boa sorte!!!

POSTAR UM COMENT�RIO

Seu coment�rio

Obrigat�rio


Seu nome

Obrigat�rio


Seu email

Obrigat�rio



Seu coment�rio ser� avaliado por nossos moderadores, para que possamos evitar mensagens de spam e de desrespeito com os outros usu�rios do blog.
TV B2BR
mais videos

B2BR